Início > sinais dos tempos, Voz do Deserto > Rebecca Brown – E sua batalha espírita

Rebecca Brown – E sua batalha espírita


Ele veio libertar os cativos

E ela veio untar os crentinhos – com muito azeite

 

O nome dela não era Rebecca Brown, mas, Ruth Irene Baylay, uma ex-médica com diploma cassado por incompetência, uma ex-viciada numa droga hospitalar e com a sanidade mental atualmente sob crivo colegiado de médicos e psiquiatras.

Muitos dizem que a ilustração da capa de “Vaso para Honra”, invertido de ponta cabeça é o desenho de um útero, e que isso seria uma mensagem subliminar.

Teria Deus aceitado seu pseudônimo, depois de ter escrito na Bíblia: “Pelo teu nome eu te chamei?

Rebecca Brown descreve em seu livro “Ele veio para libertar os cativos” uma batalha espiritual que mais parece um daqueles filmes de terror de quinta categoria:

Uma bruxa é presa dentro de uma parede de tijolos apenas pelo olhar da outra;

(Ele veio para libertar os cativos p. 47 Rebecca Brown – 5 ª edição ,w&w editorial)
Os demônios arremessam crentes contra a parede, e outras coisas tão terríveis, que você só veria em filmes de terror…
Sua literatura parece ter se baseado no filme Van Helsink…

Há dois estilos de literatura

1) Técnico e culto de uma médica freud-jungiana;

2) Profetismo-místico esotérico, com muitas visões, vozes, e experiências subjetivas que contrariam absurdamente a bíblia.

Parece ter havido uma mistura das heresias de Watchman Nee e com as do Allan Kardec.

Psicanálise Jungiana ocultista

Ela aceita conceitos Freudistas (cabala para ateus), e jungianos (gnose para ateus) como o conceito de inconsciente.

Os psicanalistas ensinam: O inconsciente nunca se lembra – mas também, nunca se esquece….

Assim, os psicanalistas estão geralmente tentando fazer seus pacientes relembrarem coisas esquecidas, fatos traumáticos na infância, intra-uterinos, ou até mesmo a lembrança de vidas passadas….

1Co 2:11  Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus.

Assim, a lembrança oculta é aquela que está no homem, e foi esquecida por este.

E a Bíblia manda o oposto para essas lembranças – Esquecer:

Fp 3:13  Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim,

Fp 3:14  Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.

Tentar relembrá-las metodicamente, portanto, constitui num ensino oposto ao da Palavra de Deus.

Maus conselhos, impiedade e falso moralismo

O Acã, de Josué 7, coitado – no seu tempo não tinha o azeite de Rebecca Brown para consagrar a capa babilônica!

O amor ao próximo, pessoas sempre foram mais importantes que coisas.

O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor. (Rm 13:10)

O inverso, são coisas mais importantes que pessoas, sem misericórdia a ninguém.

Rebecca Brown é consultada por uma família que está em crise.

E ela diz: Tem Acã no acampamento -  O Acã é uma adolescente rebelde.

E sentencia com o verbo “ra-ré-ri-ró-rua”!

E uma adolescente desorientada será expulsa de casa!!!

Que conselho edificante!

Objetos são mais consagráveis que pessoas?

O que ?

3  Se alguém ensina alguma outra doutrina, e se não conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade,

4  É soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas,

5  Contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho; aparta-te dos tais.

(1 Ti 6:3)

A tritomia de Rebecca Brown

Corpo espiritual distinto do físico = Perispírito

“…A verdade é que o nosso espírito possui um molde ou forma.Isto é, um corpo que corresponde ao nosso corpo físico…”
(Ele veio para libertar os cativos p. 126 Rebecca Brown – 5 ª edição ,w&w editorial)

Rebecca Brown tenta afirmar que possuímos um corpo espiritual, igual ao corpo físico, e que ambos são independentes.

Esse é conceito que os espíritas chamam de “perispírito”, onde o corpo espiritual está conectado ao corpo físico através da glândula pineal (terceiro olho do ocultismo).

Esse conceito é totalmente antibíblico, foi criado por gnósticos para negar a ressurreição física de Cristo, e foi usada inclusive por Allan Kardec para fazer o mesmo.

A existência de seres humanos desencarnados – Viagens astrais e viagens fora do corpo

“… começamos a identificar muitos bruxos e bruxas da redondeza que vinham em seus corpos espirituais para tentar matar-nos… Era mais difícil enfrentar os espíritos humanos do que os demônios…”
(Ele veio para libertar os cativos p. 90 Rebecca Brown – 5 ª edição ,w&w editorial)

A necromancia é uma experiência subjetiva, onde o praticante acredita que realmente está se comunicando com pessoas já mortas. A mais pura enganação de demônios.

Viagens astrais, da mesma forma, o praticante acredita realmente que desencarna do seu corpo físico, e viaja por diversos lugares. Também, a mais pura enganação de demônios.

Só Deus pode desencarnar alguém – provocando sua morte.

Como em Ezequiel 11:24, vemos que pessoas podem ser espiritualmente transportadas para lugares, mas somente em visão, ou mesmo se forem transportadas espiritualmente, só Deus tem autoridade para fazê-lo.

Visões associadas a experiências sensoriais podem dar a impressão para o praticante de que ele realmente está viajando espiritualmente, através do poder de demônios.

Um exemplo clássico dessa enganação, são os hindus, os campeões na viagem astral, quando saiam fora do planeta Terra, viam a Terra plana, sustentada por um elefante, que estava sobre uma tartaruga.

Portanto, biblicamente, NÃO EXISTEM SERES HUMANOS DESENCARNADOS, passeado, atacando, etc…

A bíblia nos fala de que espíritos que andam por aí, são demônios.

Veja que Satanás disse que passeava sobre a Terra.

Jó 1:7  Então o SENHOR disse a Satanás: Donde vens? E Satanás respondeu ao SENHOR, e disse: De rodear a terra, e passear por ela.

Essas afirmações de Rebecca Brown nos levam a aceitação de doutrinas espíritas, que se baseiam em desdobramento, perispírito e na projeção astral, rebaixando a revelação do evangelho as revelações do ocultismo.

A Bíblia é clara quando diz que o Espírito Santo habita no corpo do crente em Jesus, que somos templo e morada dEle. (1 Cor 3:16; 6:19); e que nosso corpos físicos serão transformados em corpos incorruptíveis na glorificação, quando se proceder à ressurreição dos santos. (1 Cor:15:40-54),

Heresias em tritomia

1 – “essa união entre alma e espírito foi perdida na queda” (“Vasos para honra” – página 166)

2 – “O ocultismo faz ligação entre a alma e o espírito”

a) O ocultismo faz a restauração da queda?

b) O ocultismo faz a função do véu rasgado por Cristo?

c) E O Cristo, o que faz? Nada?

Conclusão: O ocultismo dos demônios e Satanás fazem a ligação (salvam o homem !?!?)

3 – “Deve-se pedir ao Senhor para separar a alma do espírito”

Devemos pedir a Deus uma re-queda?

Analizando doutrina:

Deus uniu………………….Adão separou…

Ocultismo uniu………….Rebecca Brown separou…

Deus faz igual ao ocultismo, e Rebecca faz igual a Adão

A Bíblia ensina não é a união/desunião das partes, através de orações manipulatórias/montadas/mantras/rezas.

Mas é a alma corrompida+espírito morto, ou então, alma restaurada+espírito salvo, porque  o que faz a grande diferença de tudo, é a salvação de Cristo.

E essa teologia de Rebecca Brown INUTILIZA A CRUZ DE CRISTO.

Possessão por espíritos humanos desencarnados e evagelização de demônios

“…compartilhe o evangelho antes de expulsar o demônio. Às vezes não saberá se está lidando com um espírito humano ou com um demônio, mas se proceder assim , possivelmente estará evangelizando o satanista envolvido.”
(Ele veio para libertar os cativos p. 231 Rebecca Brown – 5 ª edição ,w&w editorial)

Rebecca Brown afirma que possuímos um corpo espiritual que é um molde do corpo físico,e que os satanistas se utilizando o corpo espiritual, se projetam para corpos humanos e de animais a fim de espionar ou confrontar cristãos, ou seja , um humano pode possuir o corpo de outro humano se souber controlar seu corpo espiritual – Isso é o que se chama de projeção astral.
Ela também cita versículos bíblicos se utilizando uma exegese toda própria para afirmar que a Palavra de Deus faz divisão entre esses corpos e que o Espírito Santo faz a junção quando Deus quer

(Ele veio para libertar os cativos p.129, 130 Rebecca Brown – 5 ª edição,w&w editorial)
Essas afirmações nos levam a aceitação de doutrinas espíritas, que se baseiam em desdobramento, perispírito e na projeção astral.
A Bíblia é clara em registrar apenas a possessão demoníaca e nunca mencionar a possibilidade de possessão humana (Lc 8:1,2). Acreditar que humanos podem “possuir” espiritualmente, é dar crédito as forças das trevas e não dar crédito a Bíblia sagrada.

Inimiga da ressurreição

Rebecca Brown coloca o corpo glorificado (o correspondente ao da ressurreição) no Adão de antes da queda.

Assim como Watchman Nee falou da alma, ela falou do corpo, e tudo aquilo que Allan Kardec falou sobre espírito, ela copiou e adaptou ao evangelho.

Assim, em vez de o Evangelho ter o seu momento sublime no absoluto da ressurreição consumado, inversamente, tem seu momento sublime com a queda de Adão.

Doutrina que contraria a Bíblia:

1Co 15:45  Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente; o último Adão em espírito vivificante.

Jesus não se declara como um “corpo espiritual”, um perispírito.

Jesus foi reconhecido por Maria Madalena (Jo 20.16); reconhecido por Tomé: “Porque me viste, Tomé, creste” (Jo 20.27-29); reconhecido por alguns discípulos junto ao mar de Tiberíades: “E nenhum dos discípulos ousava perguntar-lhe: Quem és tu? sabendo que era o Senhor” (Jo 21.12); e “foi visto, uma vez, por mais de quinhentos irmãos…” (1 Co 15.6).

Jesus responde: “Espírito [ou perispírito] não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho” (Lc 24.39).

Com relação ao aparecimento corporal de Jesus pós-ressurreição, se atribuimos o evento à ectoplasmia, ou seja, a capacidade que tem o corpo espíritual de materializar-se, mesmo se citássemos Mateus 27.52-53, nada seria mais fantasioso do que esse argumento.

A passagem apresentada como prova é um prenúncio da ressurreição coletiva dos crentes, quando da vinda de Jesus.

Lê-se, ali, que os mortos saíram dos sepulcros logo após a ressurreição de Jesus.

E se houvesse a materializações de perispíritos, não haveria necessidade de os corpos reviverem, porque as materializações se processariam independentes do corpo morto.

Inimiga da cruz

O conceito central do Evangelho é a Cruz de Cristo.

É preciso entender e conhecer o tabernáculo ou o templo, especificamente, no que diz respeito ao Santo e ao Santíssimo. O templo ou tabernáculo têm analogia com o templo vivo, o homem.

19  Jesus respondeu, e disse-lhes: Derribai este templo, e em três dias o levantarei.

20  Disseram, pois, os judeus: Em quarenta e seis anos foi edificado este templo, e tu o levantarás em três dias?

21  Mas ele falava do templo do seu corpo.

(João 2:19-21)

As analogias são:

santíssimo = espírito

santo = alma

Mc 15:38  E o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo.

Lc 23:45  E rasgou-se ao meio o véu do templo.

Mt 27:51  E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras;

Antes da conversão, a alma está perdida e o espírito está morto.

Após o novo nascimento, o véu foi rasgado.

13  E não somos como Moisés, que punha um véu sobre a sua face, para que os filhos de Israel não olhassem firmemente para o fim daquilo que era transitório.

14  Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo abolido;

15  E até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles.

(2Co 3:13-15)

16  Esta é a aliança que farei com eles Depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, E as escreverei em seus entendimentos; acrescenta:

17  E jamais me lembrarei de seus pecados e de suas iniqüidades.

18  Ora, onde há remissão destes, não há mais oblação pelo pecado.

19  Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus,

20  Pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne,

21  E tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus,

22  Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa

23  Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança; porque fiel é o que prometeu.

(Hb 10:16-23)

18  Para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, tenhamos a firme consolação, nós, os que pomos o nosso refúgio em reter a esperança proposta;

19  A qual temos como âncora da alma, segura e firme, e que penetra até ao interior do véu,

20  Onde Jesus, nosso precursor, entrou por nós, feito eternamente sumo sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque.

(Hb 6:18-20)

E Rebecca Brown diz:

“é o demônio que faz essa união!” “Prepare-se para a guerra”

(Ele veio libertar os cativos – pág 330, 331, 333, 351,354, 355 )

(Vasos para Honra, pág 166).

É DO DIABO ESSA MENTIRA !!!!!!!!!!!!!!!!!

Quem fez a união dos dois compartimentos foi Cristo, ao rasgar o véu do templo – E não Satanás.

A gnose de Rebecca Brown ensina que a alma por ser muito má, é preciso orar a Deus para “separar a alma do espírito” (interpretação ridícula de Hebreus 4:12), ela está tentando costurar de novo o véu rasgado pela cruz de Cristo, anulando a consumação e o supremo sacerdócio de Cristo!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Mc 10:9  Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem. (Mt 19:6b)

Principalmente com custo infinito da cruz de Cristo!!!!!!

Orar a Deus para anular a consumação de Cristo, é na melhor das hipóteses, negar a cruz de Cristo diretamente – um pedido de uma pessoa que está sendo miseravelmente enganada.

Satanocentrismo – Super-valorização do ocultismo e de Satttanás

Na sua literatura, Rebecca Brown e “Elaine” sofrem, gemem e choram.

Muita doença. Muita tribulação. Muitas cirurgias. Muita feiúra.

Já a moça que leva Elaine ao ocultismo é linda! Oh! Da classe média alta, veste a grife do momento.

E a chefe das enfermeiras é politicamente carismática, tem autoridade.

E o ocultismo descrito desfere raios e relâmpagos de poderes incríveis.

Moral da estória: o ocultismo é lindo,  o evangelho é lixo.

E assim, ela lisonjeia o diabo na literatura.

“… Quando se luta contra os demônios,não há tempo para ficar folheando a Bíblia. Se todas as vezes que precisar da Palavra de Deus , você tiver que abrir as Escrituras, poderá perder a própria vida ou a vida daquele por quem está lutando para libertar.”
(Ele veio para libertar os cativos p. 175 Rebecca Brown – 5 ª edição,w&w editorial)
Satanás quer receber a adoração de Deus.

Assim, ao superestimá-lo, estamos fazendo a vontade do diabo, prestando temor a ele, e não temor a Deus, e andando no temor a ele, e não no temor de Deus.

Não acreditemos que Satanás mede forças com Deus; não podemos superestimá-lo nem subestimá-lo; faz-nos necessário reconhecermos que Deus é o único Onipotente, Onisciente e Onipresente!

Podemos compreender a soberania de Deus ao estudarmos a vida de Jó; Satanás agiu até onde Deus permitiu que agisse, com certeza sua vontade era roubar, matar e destruir; Observe que o objetivo de Satanás é mostrar que Jó blasfemaria contra Deus, mas Deus impôs limites a ele ordenando que não tocasse na vida de Jó ! ( Jó 1:12)

A Bíblia recitada teria poderes paranormais ?

Satanás NÃO tem poder de tirar a vida dos servos de Deus por eles não saberem citar com rapidez a Palavra, ou o que seria de um crente com impedimento na fala?

Vemos uma crença de que as palavras faladas possuem uma energia especial, um poder, Bíblia falada então, deve de ter algum poder místico?Quanto poder têm as palavras humanas? E a leitura da bíblia em voz ?

Somente o poder que Deus queira lhes dar conforme o Seu propósito, mas não poderes sobrenaturais.

A palavra humana que tem poder é aquela que é falada em nome de Deus, como no caso dos profetas bíblicos, ou dos pregadores da Palavra escrita na Bíblia. Ter essa fé é acreditar no “poder da leitura”, ao invés de crer em Deus.

Assim veio a Palavra do Senhor por intermédio do profeta Jeú, filho de Hanani, contra Baasa e contra a sua descendência. 1 Re 16:7

disse a Elias: Nisto conheço agora que tu és homem de Deus e que a palavra do Senhor na tua boca é verdade. 1 Re 17:24

A palavra que não volta vazia sem cumprir o seu propósito é a palavra de Deus e não a palavra dos homens:

assim será a palavra que sair da minha boca: Não voltará para mim vazia mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei. Is 55:11.

O poder e efeito das palavras do homem são como a flor que murcha, mas a Palavra de Deus é diferente:

seca-se a erva, e cai a sua flor, mas a palavra de nosso Deus permanece eternamente.” Is 40:8.

Portanto, não é a palavra dos homens temível, ou a leitura da bíblia feita pelos homens, mas a Palavra de Deus em si.

Quanto poder tem a “Palavra de Fé” ou pronunciado com fé, conforme Marcos 11:21-24?

Então, Pedro, lembrando-se, falou: Mestre, eis que a figueira que amaldiçoaste secou. Ao que Jesus lhes disse: Tende fé em Deus; porque em verdade vos afirmo que, se alguém disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar no seu coração, mas crer que se fará o que diz assim será com ele. Por isso, digo-vos que tudo quanto em oração pedirdes, crede que recebestes, e será assim convosco.

É mal interpretado esse texto, como se Deus estivesse dando total soberania e poder irrestrito às palavras do homem (poder para conseguir qualquer coisa, bastando para isso pronunciar a bíblia, declarar ou confessar o que se quer), e a chave dessa soberania seria a fé.

Mas o que seria essa fé em Mc 11:21-24? É fé centralizada em Deus: “Tende fé em Deus.” Mc 11:22; é fé que não carece de sinais visíveis (Jo 20:29; 2 Co 5:7).

O essa fé não é “fé na fé” – ou seja, como se a fé fosse algo em que se deva confiar. Não se deve confiar no poder da fé, mas na pessoa de Deus (Mc 11:22); não é fé no homem – “Maldito o homem que confia no homem.” – isso é confiar em si mesmo. (Jr 17:5); não é fé que funciona independentemente da vontade de Deus

E esta é a confiança que temos para com ele: que se pedirmos alguma coisa segundo a Sua vontade ele nos ouve. 1 Jo 5:14.

Satanás foge não com o poder das palavras de algum crente, ou de leituras mecânicas da Bíblia – Satanás foge de nós quando temos uma vida de sujeição ao Senhor Deus, o fato de sermos nascidos de Deus é o suficiente para ele não tocar em nossa vida, pois maior é o que está em nós do que o que está no mundo! (Tg 4:7; I Jo 4:4; 5:18)
Satanás ao tentar Jesus citou as Escrituras de forma errônea, portanto não quer dizer que tudo que se fala citando a Palavra é merecedor de crédito!

Apologia direta contra o uso e leitura da bíblia

“… Quando se luta contra os demônios, não há tempo para ficar folheando a Bíblia. Se todas as vezes que precisar da Palavra de Deus , você tiver que abrir as Escrituras, poderá perder a própria vida ou a vida daquele por quem está lutando para libertar.”

(Ele veio para libertar os cativos p. 175 Rebecca Brown – 5 ª edição,w&w editorial)

O poder de Satanás é engrandecido de sobremaneira, e Deus ridicularizado quando a autora:

1) Fala da necessidade da expulsar de demônios em crentes.

2) Deixa a entender que Jesus não é suficiente para libertar

3) Satanás pode matar um crente se não souber citar versos bíblicos rápidos

E ela está afirmando que ler bíblia é perda de tempo, e até mesmo abrir uma é perda de tempo, e que “na prática” devemos encarar os demônios com aquilo que temos…..

Uma demonstração nítida de que a escritora baseia seus ensinos em qualquer fonte, menos as escrituras.
Possessões demoníacas em crentes salvos em Jesus

Uma impiedosa e a causadora de divórcios

Rebecca cita a possibilidade de um cônjuge crente salvo, se tornar possesso pela união sexual a um não crente
(Ele veio para libertar os cativos p. 108 Rebecca Brown – 5 ª edição ,w&w editorial)

12  Mas aos outros digo eu, não o Senhor: Se algum irmão tem mulher descrente, e ela consente em habitar com ele, não a deixe.

13  E se alguma mulher tem marido descrente, e ele consente em habitar com ela, não o deixe.

14  Porque o marido descrente é santificado pela mulher; e a mulher descrente é santificada pelo marido; de outra sorte os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos.

15  Mas, se o descrente se apartar, aparte-se; porque neste caso o irmão, ou irmã, não esta sujeito à servidão; mas Deus chamou-nos para a paz.

(1 Co 7:12-15)

Certamente a citação acima LEVA EM CONSIDERAÇÃO O FATOR SEXO.

“…qualquer envolvimento com Satanás, abre portas na vida da pessoa , deixando-a exposta à influência , poder,ou infestação demoníaca. Seja ela crente ou não …”
(Ele veio para libertar os cativos p. 105 Rebecca Brown – 5 ª edição,w&w editorial)

Veja que a autora está afirmando que salvação de Jesus é indiferente para os demônios.

O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor; Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados; (Col 1:13-14)

Quando os indivíduos são salvos eles são arrancados do domínio das trevas.

Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. (Rom 8:37)

O contexto é o da segurança do crente, no entanto encontramos que ao crente é prometida vitória através de Cristo.

Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? (1Co 6:19)

O crente é habitado pelo Espírito Santo. É inconcebível que o Espírito Santo fosse partilhar nossos corpos com um demônio. Durante o tempo do ministério de Jesus na terra os demônios temiam-No e normalmente evitavam-No, se possível. Porque o mesmo não será verdade com o Espírito Santo?
E Satanás é capaz de possuir o corpo de um ser humano, somente quando este não é salvo, e portanto não tem o Espírito Santo habitando em si.

Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo. (1Jo 4:4)

O crente tem o Espírito Santo dentro de si. Os demônios por outro lado, habitam o mundo e os que são do mundo.

Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca. (1Jo 5:18)

O maligno não pode tocar nos filhos de Deus.
Aquele que aceitou Jesus como Salvador, não pode ser possuído pelo demônio pois está preenchido com Espírito Santo, que é o selo da sua salvação.

Mas fiel é o SENHOR, que vos confirmará, e guardará do maligno. (2Te 3:3)

Por causa da fidelidade de nosso Senhor (não da nossa) estamos protegidos do maligno.

Seja entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do SENHOR Jesus. (1Co 5:5)

A passagem fala de entregar um crente a Satanás, para a destruição da sua carne.

Nada jamais é dito acerca de arrancar um crente de uma possessão pelo Diabo.
Mas não o crente não está isento de ter tribulações, ou ser oprimido e tentado por Satanás (Mt 12:43-45 ; 1 Cor 1:21-22 ; 3:16 ;2 Cor 2:10-11; Ef 6:16)

Relações sexuais entre demônios e humanos gerando néfilins, no mundo atual


“… a gota d’água, por assim dizer, que trouxe o juízo de Deus no dilúvio , foram às relações sexuais entre os demônios e os humanos…”
(Ele veio para libertar os cativos p. 144 Rebecca Brown – 5 ª edição,w&w editorial)

Veja que Rebecca Brown tenta forçar a angelologia e a escatologia, para tentar provar que demônios SEMPRE tiveram relações sexuais com humanos, SEMPRE gerando legiões de néfilins, que ela classifica como lobisomens, vampiros, zumbis e mutantes.
Escatologicamente

43 Quanto ao que viste do ferro misturado com barro de lodo, misturar-se-ão com semente humana, mas não se ligarão um ao outro, assim como o ferro não se mistura com o barro. 44 Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu levantará um reino que não será jamais destruído; e este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos esses reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre, (Daniel 2:43-44)

Basta ler também todo o capítulo de Daniel 7, e ver que o reino de ferro da visão do rei, é descrito também como um animal de ferro nessa visão de Daniel, e esse animal de ferro é descrito também em Ap 12:3; 13:1; 17:7;12.

O reino de ferro+barro, é o reinado posterior ao de ferro – é o reinado do anticristo – neste reino então, se misturará a semente humana com a de demônios.

Portanto, isso ocorrerá em uma data posterior ao arrebatamento, que ainda não ocorreu.

Portanto, a suposta teoria de Rebecca Brown de néfilins sendo gerados no mundo atual é falsa.

Angelologicamente

Levaremos em consideração a angelologia que crê nas relações de anjos com mulheres.

Jd 6  E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, reservou na escuridão e  em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia;

Porque, se Deus não perdoou aos anjos que pecaram, mas, havendo-os lançado no inferno, os entregou às cadeias da escuridão, ficando reservados para o juízo.  2 Pe 2:4
O julgamento que se seguiu ao pecado dos anjos incluiu o seu lançamento no inferno (tartaros; 2 Pe 2:4), acorrentados na escuridão, e o seu juízo no dia futuro.

O uso da palavra ‘cadeias’ dá a impressão de que seus movimentos são restritos.

As palavras ‘lançado no inferno’ (tartaroo) é um particípio no tempo aoristo e poderia ser traduzido ‘os tartarizando‘, portanto é a sua condição e não o seu lugar de habitação que é mencionada”

E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia”. Jd 5

O castigo de Deus foi reservar os anjos caídos na escuridão, as prisões eternas na incapacidade de se materializar

Concluí-se que existem vários tipos de prisão, e no caso específico dos anjos caídos essa prisão seria a impossibilidade de se materializar,ou seja, eles ficaram presos em ‘corpos’ imateriais.
Eis o porquê da necessidade da possessão demoníaca HOJE, pois sem corpos, os demônios não podem atuar em nosso mundo ‘como se fossem humanos’ (materializar), necessitando de corpos totalmente humanos, usados com consentimento dos humanos.

Este é o motivo do incidente de Gn 6 nunca mais se repetir – relações entre anjos e mulheres – no mundo atual pois, mesmo quando os demônios possuem um humano, o corpo dessa pessoa continua humano, e mesmo que o possesso tenha relações sexuais e engravide uma humana, o fruto dessa relação continua totalmente humano.

A suposta teoria de Rebecca Brown de demônios SEMPRE fornicando com mulheres e gerando néfilins é falsa.

E as relações sexuais que ela afirma ter tido com Satanás e com demônios, foram experiências subjetivas sensoriais, como também acontece em religiões pagãs.

As crendices em lobisomens, zumbis, vampiros, mutantes e animais demoníacos grotescos e repugnantes

“… Lobisomens, zumbis, vampiros e outros animais repugnantes também existem, vi muitos deles”.
(Ele veio para libertar os cativos p. 98 Rebecca Brown – 5 ª edição ,w&w editorial)

“e Satã os mantém muitos bem guardados e vigiados.Ninguém pode controlá-los, exceto Satanás e seus mais poderosos demônios…”
(Ele veio para libertar os cativos p. 50 Rebecca Brown – 5 ª edição ,w&w editorial)

“… Eu, pessoalmente, encontrei um lobisomem durante o dia e não era época de lua cheia.”

(Ele veio para libertar os cativos p. 184 Rebecca brown – 5 ª edição ,w&w editorial)

Os vampiros e os lobisomens são conhecidos como lendas há muitos e muitos anos… Espantem-se. Estas criaturas existem…”
(Ele veio para libertar os cativos p. 180 Rebecca Brown – 5 ª edição ,w&w editorial)

Bem, se isso é verdade, o conteúdo do filme Van Helsink, com seus lobisomens e vampiros, também pode ser…

Após a queda de Satanás, foram arrastados consigo uma terça parte de anjos, ou seja, um terço dos anjos também se rebelaram e vivem a serviço de Satanás, são os chamados demônios que têm a função de roubar, matar e destruir.(2 Pd 2:4, Ap 12:4, 7-9 ; João 10:10) .

O homem não tem que lutar contra carne e sangue e sim contra principados e potestades nas regiões celestiais, ou seja, demônios,espíritos malignos (Ef 6:12).

A Palavra de Deus NÃO DIZ que nossos inimigos são criaturas fisicamente horrendas no seu aspecto físico tais como lobisomens, zumbis e vampiros ,os quais têm sua base em crendices populares e não encontram respaldo bíblico para serem ensinadas e cultivadas, ao contrário, Satanás se manifestaria belamente, como um anjo de luz.

2Co 11:14  E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz.

Em livros que revelam a cultura da antiga babilônia, como Necronomicon, essas criaturas são citadas.

Portanto a crença em lobisomens, vampiros, zumbis, mutantes e animais grotescos são crendices que não pertencem ao evangelho – antes, são superstições dos povos pagãos, desde a antiga Babilônia.


Rebecca Brown e suas consagrações-destruições esotéricas e objetos amaldiçoados

Rebecca Brown mostra uma pintura simbólica feita pelo ocultismo em um muro ou parede.

Ela fala de destruir essa pintura com tinta por cima ou com jatos de areia.

E a fotografia no livro dela? Vai receber jato de areia?

O jornalista Luiz Cláudio Montanini perguntou a ela sobre as imagens de ocultismo em seu livro.

A resposta foi: “Os desenhos no livro são consagrados”.

Porque não consagramos no muro? Os desenhos e figuras são consagrados….

E a santa padroeira colocada no livro dela, também foi consagrada??

A autora parece contradizer a própria lógica que criou…..

É lícito participar de um festival religioso num templo pagão e ali comer a carne dos animais sacrificados aos deuses? Não, responde a Bíblia. Isso significaria participar diretamente no culto aos demônios onde o animal foi sacrificado (1 Co 10:16-24). A Bíblia diz que os deuses dos pagãos são imaginários (1 Co 10:19).

Por outro lado, afirma que aquilo que é sacrificado nos altares pagãos é oferecido, na verdade, aos demônios e não a Deus (1 Co 10:20).

Os gentios não ofereciam conscientemente seus sacrifícios aos demônios, obviamente, eles pensavam que estavam servindo aos deuses, e nunca a espíritos malignos e impuros. Entretanto, ao fim das contas, seu culto era culto aos demônios.

Sacrifícios ofereceram aos demônios, não a Deus… (Dt 32.17)…. pois imolaram seus filhos e suas filhas aos demônios (Sl 106.37).

O princípio fundamental é que o homem não regenerado, ao quebrar as leis de Deus, mesmo não tendo a intenção de servir a Satanás, acaba obedecendo ao adversário de Deus e fazendo sua vontade. Satanás é o príncipe desse mundo. Portanto, cada pecado é um tributo em sua honra, e ao recusar-se a adorar ao único Deus verdadeiro (Rm 1.18-25), o homem acaba por curvar-se diante de Satanás e de seus anjos.

Participar nos festivais pagãos acabava por ser um culto aos demônios. Por esse motivo, responde que um cristão não deveria comer carne no templo do ídolo.

Isso equivaleria a participar da mesa dos demônios, o que provocaria ciúmes e zelo da parte de Deus (1 Co 10.21-22). Fica claro para os coríntios fortes, que não tinham qualquer intenção de manter comunhão com os demônios, que era as atitudes deles em participar nos festivais do templo que contava ao final.

Era a força do ato em si que acabaria por estabelecer comunhão com os demônios.

É lícito comer carne comprada no mercado público? Sim, compre e coma, sem nada perguntar (1 Co 10.25).

A carne já não está no ambiente de culto pagão, e não mantém nenhuma relação especial com os demônios, depois que saiu de lá. Está limpa e pode ser consumida.

Era lícito comer carne na casa de um amigo idólatra? Sim e não.

Sim, caso não haja, entre os convidados, algum crente “fraco” que alerte sobre a procedência da carne (1 Co 10.27). Não, quando isso ocorrer (1 Co 10.28-30).

A carne que havia sido sacrificada aos demônios no templo pagão perdia a “contaminação espiritual” depois que saia do ambiente de culto. Era carne, como qualquer outra.

Paulo  condenou a atitude dos “fortes” que estavam comendo, no próprio templo, a carne sacrificada aos demônios. Mas isso foi porque comer a carne ali era parte do culto prestado aos demônios, assim como comer o pão e beber o vinho na Ceia é parte de nosso culto a Deus.

O pão é pão e o vinho é vinho, antes, durante e depois do culto. A mesma coisa ocorre com as carnes de animais oferecidas aos ídolos. E o que é verdade acerca da carne, é também verdade acerca de fetiches, roupas, amuletos, estátuas e objetos consagrados aos deuses pagãos.

As criaturas de Deus se tornam impuras ao serem usadas pelos incrédulos em sacrifícios?.

A Bíblia nega tal conceito, porque o senhorio e possessão de toda terra permanecem nas mãos de Deus.

Mas, pelo seu poder, o Senhor sustenta as coisas que tem em suas mãos, e, por causa disto, ele as santifica.

Por isso, tudo que os filhos de Deus usam é limpo, visto que o tomam das mãos de Deus, e de nenhuma outra fonte.

No entanto, em nenhum dos casos mencionados nas Escrituras, os objetos empregados nos milagres passaram, antes, por uma cerimônia de consagração. A Bíblia desconhece totalmente a “unção” de coisas com o fim de serem empregadas em atos miraculosos, para atrair as bênçãos de Deus, ou ainda, para expelir demônios e doenças.

É verdade que no Antigo Testamento alguns objetos, utensílios e mobília do tabernáculo, e depois, do templo, foram ungidos com sangue e óleo, mas o propósito não era investir essas coisas de poderes especiais, e sim separá-las do seu uso comum para o uso sagrado nos rituais de sacrifício.

Eliseu NÃO ungiu nem consagrou, pela oração, o sal (2 Rs 2:19-22), a farinha (2Rs 4:38-41) e o pedaço de árvore (2Rs 6:1-6) que usou para operar milagres.

Isaías NÃO ungiu a pasta de figo para curar a úlcera de Ezequias. (Is 38:21)

A serpente de bronze NÃO passou por qualquer consagração, antes de ser erigida diante do povo envenenado pelas serpentes. (Nm 1:9)

Os lenços e aventais de Paulo NÃO passaram pela imposição de mãos do apóstolo antes de serem levados aos doentes e endemoninhados. (At 19:12)

O que dava “poder” àqueles objetos, era o fato de que pertenciam ou foram manipulados por pessoas sobre quem o poder de Deus repousava de forma extraordinária.

A respeito de Rebecca Brown ter ficado doente devido a maldição da múmia, que ela contraiu após ter entrado em contato com os objetos do faraó Tutancâmon, acredito que o fato nem precisa ser aqui comentado, pois se trata da fé numa maldição dos egípcios, sem nenhuma ligação com as escrituras, e ainda com o conceito herege de objetos amaldiçoados.

O sangue de Jesus é substituído por óleo !!!!!!!

Rebecca afirma que o Senhor nunca falará algo que esteja em discordância com a Palavra

(Ele veio para libertar os cativos p. 165 Rebecca Brown – 5 ª edição ,w&w editorial)

Ela se contradiz algumas páginas adiante, com uma “nova revelação do Espírito Santo” de que o óleo substituiu o sangue
“…podíamos deter os demônios simplesmente repreendendo-os no nome de Jesus.Mas quanto aos espíritos humanos não podíamos detê-los da mesma maneira…o que você diria que pode ser usado para substituir o sangue?… O óleo …”
(Ele veio para libertar os cativos p. 179 Rebecca Brown – 5 ª edição, w&w editorial)

Que Rebecca Brown seja anátema !!!

Paulo afirma que mesmo que um anjo descesse do céu anunciando um outro evangelho não deveríamos dar crédito, pois Satanás se transfigura em anjo de luz!(2 Cor 11:14-15; Gal 1:8)

A Palavra de Deus é a mesma ontem, hoje, e eternamente a Palavra de Deus- ela não muda, ela se cumpre!

A Bíblia afirma que o sangue de Jesus é suficiente para a salvação, pois foi o preço infinito pago para o resgate do homem .

As Escrituras JAMAIS declararam que o sangue foi substituído, portanto essa afirmação não pode ter vindo do Espírito Santo – veio de Satanás – pois ela contraria totalmente a essênciia base do Evangelho e anula a Salvação em Cristo pelo derramamento do seu sangue. (Hb 9:12-15; 10:19-20; 1 Ped 1:18-19 ; 1 Cor 6:20).

Uma nova revelação -  Uma nova verdade que anula  evangelho

Veja em detalhes a revelação do “espírito santo” para  Rebecca Brown:

Naquele exato momento, o Espírito Santo fez fluir em minha mente a estória do cordeiro da páscoa que está em Êxodo capitulo 12.

Depois me disse: Desde a morte de Jesus não há mais sacrifícios com sangue.

Assim, em contrapartida, o que você diria que pode ser usado para substituir o sangue?
“O óleo? “Perguntei.
“Muito bem!”

Então o Senhor me fez lembrar de Êxodo capitulo 40 onde ele instruía a Moises sobre a unção com óleo. Ex 40.9
Enquanto refletia sobre esta passagem, o Senhor mostrou-me a necessidade de pegar o óleo, ungir minha casa e santificá-la a Ele.

Assim, peguei o óleo que tinha (óleo de cozinha) e passei nas portas, do mesmo modo que nos marcos e fechaduras.

Passei também, nas janelas.

Terminando de fazê-lo, pedi ao Senhor que santificasse a minha casa diante d’Éle e a selasse com o escudo do seu precioso sangue.

Assim, deixei as portas abertas, voltei para casa e de pé no meio dela pedi ao Senhor para purificar e retirar todos os espíritos malignos que estivessem dentro dela.

A mudança foi imediata e dramática.

Desde aquele instante nem demônios e nem os espíritos humanos conseguiram mais entrar.”

(Ele veio para libertar os cativos p. 179 Rebecca Brown – 5 ª edição, w&w editorial)

Veja que essa é uma experiência subjetiva totalmente antibíblica.

Observe que este “espírito santo” concorda com a doutrina de humanos desencarnados – assim, esse “espírito santo” está transmitindo essencialmente uma doutrina espírita para Rebecca Brown.

Rebecca Brown deveria de estar miseravelmente endemoniada, tendo visões de humanos desencarnados, demônios, escutando vozes que diziam ser o Espírito Santo, etc….

Tenhamos cuidado com experiências pessoais travestidas de ensinos bíblicos – principalmente por que a Bíblia já está completa, e não precisa que lhe acrescentemos coisas.

Análise da doutrina do óleo = sangue

Ela pergunta: “O que foi que substituiu o Sangue”?

E responde: “Foi o óleo” e propõe a óleomania.

Que sangue foi substituído? 2 Hipóteses:

1) O das doutrinas mosaica e judaica ?

2) O de Jesus Cristo?

Hipótese 1 – O sangue de Cristo, em Hebreus, é mencionado como “SANGUE DA ALIANÇA ETERNA” (Hb 13:20)

Cristo foi o imaculado e perfeito cordeiro de Deus, que com seu sacrifício, trouxe a remissão, assim como os cordeiros sacrificados pelos judeus no antigo testamento faziam a expiação pelo pecado.

Ela está negando o sangue de Cristo, sangue do cordeiro de Deus.

Hipótese 2 – Ela está negando o sangue de Cristo.

Não há desculpa para este ensino maligno.

E o óleomaniaco passa a concordar com ela, e em vez de aceitar o sangue de Cristo, e formaliza a prática da óleomania, não percebendo que Rebecca Brown é tão antibíblica, que unge animais, gatos, cachorros e possessos (o gato dela).

Os relatos da paranóia do óleo

Se for por causa de experiências pessoais,  ouvi que pessoas acabam por ter depressões após lerem partes do livro, e ela mesmo em entrevistas, diz que isso é uma reação normal aos seus livros.

Depois dessa, já ouvi alguns dizendo – “eu me ungi!”.

Há muito relatos de pessoas que carregam em bolsas, sacolas, o mesmo no bolso, latas de azeite.

Isso sem comentar de vários casos de pessoas que se trancam no banheiro e tomam banho de azeite, e durante o banho, até falam em línguas estranhas!!!!!!

E ainda mais ridículos, casos de pessoas que se machucaram no banheiro, devido a tombos, por que o azeite é liso e faz os pés resvalarem.

Outro caso, ainda mais fantástico, de uma garota (Priscila) que ungiu até as lâmpadas incandescentes de sua casa, e quando foi ligar, apareceu fumaça (a lâmpada esquentou) e ela ficou muito apavorada, quase chorando, por que achou que o evento era de origem sobrenatural, e aterrorizada, ajoelhou no meio de sua casa e ficou orando as orações montadas que aprendeu no livro de Rebecca Brown….

Semelhantemente, na Wicca (bruxaria), existe a fé nas larvas espirituais que grudam nas paredes de estruturas e absorvem energia positiva dos humanos, e para removê-las, é necessário se vestir de branco, encher um balde com poção de ervas preparadas, consagrar a poção para a deusa, e com um pano branco, esfregar as paredes com a poção, ou juntar as larvas com o pano e mergulhar no balde, pois a poção consagrada a deusa “queima” as larvas, as destruindo.

A crença de que um óleo possa santificar, purificar, proteger, apagar os pecados, fazer milagres, etc – É também um elemento clássico da fé católica.

Vemos então, que a paranóia do óleo de Rebecca Brown lembra muito o comportamento dos pagãos em relação a fluidos místicos, encantados e miraculosos.

CONCLUSÃO

Agora, junte tudo

“… Lobisomens, zumbis, vampiros e outros animais repugnantes também existem, vi muitos deles”.
e Satã os mantém muitos bem guardados e vigiados.Ninguém pode controlá-los, exceto Satanás e seus mais poderosos demônios…”
“… Eu, pessoalmente, encontrei um lobisomem durante o dia e não era época de lua cheia.”

“Os vampiros e os lobisomens são conhecidos como lendas há muitos e muitos anos…

Espantem-se. Estas criaturas existem…”
“… começamos a identificar muitos bruxos e bruxas da redondeza que vinham em seus corpos espirituais para tentar matar-nos… Era mais difícil enfrentar os espíritos humanos do que os demônios…”
“…compartilhe o evangelho antes de expulsar o demônio. Às vezes não saberá se está lidando com um espírito humano ou com um demônio, mas se proceder assim , possivelmente estará evangelizando o satanista envolvido.”

Isso não é crendices+espiritismo camuflados de evangelho?

– demônios que atualmente passam seu tempo fazendo sexo com mulheres ?

– existência de zumbis, lobisomens,vampiros e mutantes?
– existência dessas criaturas sob controllle único-somente de Satanás?
– possibilidade de encontrar lobisomens nnna rua?
– espíritos humanos desencarnados ?
– expulsão de espírito humano através de óleo?
– objetos amaldiçoados que transmitem azaaar?

– a maldição de Tutancâmon ?
– Um “espírito santo” que ensina substituuuir o sangue de Jesus Cristo por azeite de cozinha ?

– Orações montadas que libertam ?

Você ensinaria a um novo convertido essas coisas ?

Estes ensinos são extra-bíblicos, baseados em experiências pessoais subjetivas, alicerçados em passagens distorcidas.
Ela traz consigo crenças espíritas, tais como corpo espiritual e projeção astral.

Col 2:6  Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo;

Somos advertidos que cada um de nós deve ser um bom combatente do exército do Senhor, se revestindo de toda a armadura DE DEUS, para resistirmos firmemente uma das mais comuns ciladas do Diabo : heresias travestidas de ensinos bíblicos!
Tenhamos a salvação em Jesus como a prioridade absoluta em nossa mente e coração, e a Palavra de Deus como fonte de toda a autoridade no nosso viver; vida marcada pela oração e perseverança, VIDA DE SANTIFICAÇÃO! (Ef 6:10-18)

Rebecca Brown mistura as seguintes correntes abaixo:

– Bíblia

– Ocultismo Freud-Jungiano

– Espiritismo, com doutrinas de desdobramento, perispírito, projeção astral, espíritos desencarnados

– Catolicismo, com obsessão idolátrica por óleo milagroso, santo e protetor.

– Mistura das heresias de Watchman Nee com Allan Kardec

– Misticismo esotérico egocêntrico no lugar da cruz de Cristo

– Auto-profetismo de um “espírito santo” que troca o sangue de Cristo por azeite de cozinha.

É um espírito de engano, uma falsificação muito grosseira do evangelho.

Há hiperbolizações, crendices, má interpretação da Bíblia, abstrações, cortes, distorções, irreverência com Deus, blasfêmias ocultas, fantasias, misticismo esotérico, irracionalidade jungiana;

Tudo indo contra para um único ponto: A Cruz de Cristo

Sua literatura é um ataque violentamente SATÂNICO ao cristianismo, assim como todos os ministérios de cura e libertação e batalha espiritual também o são.

Mt 10:26  Portanto, não os temais; porque nada há encoberto que não haja de revelar-se, nem oculto que não haja de saber-se.

Fp 3:18  Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo

FONTE 1: http://br.geocities.com/somdofritz/Rebecca_Brown.htm

FONTE 2: Ponto Crítico

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s