Início > Águas Amargas, Promiscuidade de doutrinas > JOYCE MEYER – ENSINOS, PRESTÍGIO E FORTUNA MILIONÁRIA.

JOYCE MEYER – ENSINOS, PRESTÍGIO E FORTUNA MILIONÁRIA.


Joyce é uma líder da Teologia da Fé/Prosperidade, a qual como a maioria dos seus mestres, tem transformado o sangue de Cristo em um líquido viscoso e dourado e este, por sua vez, é cunhado em barras de ouro para enriquecer os pregadores e embalar em sonhos dourados os que acreditam nessa teologia.

Infelizmente, nem tudo que reluz é ouro… Conforme o provérbio popular,  e os ensinos de Joyce Meyer contêm algumas heresias embutidas e disso vamos dar alguns exemplos, antes de delinear a vida faustosa que essa “mulher de Deus” tem usufruído graças aos ensinos que agradam os ouvintes e lhe rendem altos dividendos.

Joyce Meyer, como Copeland e Haggin,  não crê que Jesus tenha efetuado na cruz a completa reparação dos nossos pecados, conforme a Bíblia ensina. Ela acredita e ensina que Jesus precisou ir ao inferno e ser ali atormentado durante três dias, a fim de completar a reparação dos pecados da humanidade:

“Durante o tempo em que Ele permaneceu no inferno, o lugar para onde você e eu deveríamos  ir, por causa dos nossos pecados… Ele ali pagou o preço… Nenhum plano seria extremo demais… Jesus pagou na cruz e no inferno… Deus levantou do Seu trono e disse aos poderes demoníacos que atormentavam o  Seu Filho impecável: ‘Deixem-no ir’. Foi então que o poder da ressurreição do Deus Todo Poderoso entrou no inferno e encheu Jesus… E ressuscitou dos mortos o primeiro homem nascido de novo.” (“The Most Important Decision You Will Ever Make: A Complete And Thorough Understanding of What It Means To Be Born Again”, 1991, páginas 35-36 do original de Joyce Meyer).

Joyce continua: “Não existe esperança alguma para ir ao céu, a não ser que se acredite de todo o coração nesta verdade… Que Jesus tomou o nosso lugar. Ele se tornou o nosso substituto e sofreu todo o castigo por nós merecido. Ele carregou todos os nossos pecados. Ele pagou o débito… Jesus foi ao inferno em nosso lugar. Ele morreu por nós”  (p. 45 do mesmo livro)

Joyce Meyer declara ostensivamente que não existe esperança alguma para se chegar ao céu, a não ser que se acredite nesta “verdade” que ela está ensinando, ou seja, que Jesus desceu ao inferno, sofreu nas mãos dos demônios e ali nasceu de novo. Isso é pura heresia. Mas vejamos outra heresia contida em sua obra. Joyce se considera impecável, conforme podemos escutar em sua fita de áudio intitulada: “What Happened from the Cross to the Throne?”:

”… Eu não deixei de pecar, até que finalmente entrou em minha cabeça dura que eu já não sou uma pecadora… Ora, a Bíblia diz que sou justa e não posso ser justa e pecadora ao mesmo tempo. Tudo que me ensinaram a dizer foi: ‘Sou uma pobre e miserável pecadora’. Ora, eu não sou pobre, nem miserável pecadora. Isso é uma mentira das profundezas do inferno. Isso é o que eu era, antes de nascer de novo, e se continuo sendo isso, então Jesus morreu em vão”.

Contudo, a Bíblia ensina na 1 João 1:8: “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós”. Quem está mentindo: O Apóstolo João ou Joyce Meyer?

Como todo pregador de heresias, Joyce admite que recebe parte dos seus ensinos dos próprios anjos. Para ela e outros visionários a Palavra de Deus não é suficiente…

“Ora, os espíritos não têm corpos e, portanto, não podemos vê-los. Mas eu creio que existem vários anjos aqui, esta manhã, pregando para mim. Creio exatamente que, antes de fazer qualquer declaração, eles se inclinam para mim e me dizem ao ouvido o que eu devo transmitir a vocês”  (“Witchcraft and Related Spirits – Fita de Áudio, Parte 1, 2A-27).

Como todo pregador de teologia ao gosto do ouvinte, Joyce Meyer tem uma legião de seguidores e na entrevista abaixo veremos a quanto chegam o seu prestígio e sua fortuna. Eis uma reportagem completa feita pelos repórteres americanos Carolyn Tuft (ctuft@post-dispatch.com) e Bill Smith (billsmith@pot-dispatch.com) sobre a vida e riqueza dessa importante figura dos meios carismáticos, a qual, aos 60 anos de idade, ostenta uma fortuna milionária como somente os pregadores da fé/prosperidade conseguem acumular. Têm a palavra os dois repórteres supracitados.

Joyce Meyer garante que tudo que ela possui veio diretamente dEle. Uma empresa internacional com capital de US$10 milhões; um Sedan Mercedes Benz cinza prata de US$107 mil (do seu marido); uma casa residencial de U$2 milhões e outras casas, (dos pais e dos 4 filhos) cada uma avaliada no mesmo preço, tudo isso, segundo ela diz, constitui-se em bênçãos vindas diretamente das mãos de Deus. [N.T – Ou como está claro, dos bolsos dos iludidos pelo desejo de enriquecer facilmente, seguindo a sua teologia]. Ela diz que tem sido uma carreira admirável, nada sem um milagre acoplado e sem um contador que dirige um dos maiores ministérios televisivos do mundo. Seu ministério espera arrecadar este ano nada menos de US$95 milhões.

Alguns de seus bens:

A Casa da "Profeta"

(1) residência principal do David e Joyce Meyer
Comprado: 27 de abril de 1999
Preço de Compra: Acima de $ 795.000
Custo das melhorias: $ 1.1 milhões
Características: 6 quartos, 5 banheiros, Piscina, Garagem para 8 carros com aquecimento ou resfriamento independente, Casa de Hóspedes mais 2 quartos, Gazebo.

(2) Residência: Filha, Sandra McCollom e seu marido Steve
Comprado: 12 de fevereiro de 2002
Preço de compra: US $ 400.000
Custo das melhorias: aproximadamente $ 250.000
Características: 4 quartos, 3 banhos e 2 lavabos, 1 suíte master, Sala de Oração, Media Center e um Home Office.

(3) Residência: Filho, David Meyer e sua esposa Joy Meyer.
Comprado: 18 de Junho, 2001

Preço: $ 725000 
Custo das melhorias: Desconhecido
Características: 2 Salas Colonias, 4 dormitórios, 2 banheiros e 1 lavabo, duas garagens e uma edícula.

(4) Residência: Filha, Laura Holtzmann e seu marido, Doug
Comprado: 07 março de 2001
Compra Preço: $ 350000
Custo das melhorias: US $ 3.000
Características: 3 quartos, 2 banheiros e uma sala com uma lareira.

(5) Residência: Filho, Dan Meyer e sua esposa Caridade
Comprado: 13 de março de 2000
Preço de Compra: Cerca de 200 mil
Custo das melhorias: $ 33.000
Características: Rancho de tijolos com Porão

“Olhem ao redor”, ela disse aos repórteres no mês passado, sentada atrás de sua escrivaninha, no 3º. andar do edifício de escritórios do seu ministério, no Condado de Jefferson. “Aqui estou eu, uma ex-dona de casa de Fenton, com uma educação do segundo grau… Como poderia alguém olhar para isso e ver outra coisa que não fosse de Deus?”

Em muitos aspectos, Joyce Meyer é uma Cinderela americana.

Descrevendo-se como tendo sido sexualmente abusada, negligenciada e abandonada quando era uma jovem esposa [no primeiro casamento], Meyer se transformou numa das mais famosas e bem remuneradas pregadoras da nação americana. Ela obteve sua  “prosperidade” por meio da “fé”, que prega a milhões de pessoas. “Se você permanecer firme em sua fé, vai receber o pagamento… Eu agora estou vivendo na retribuição”, disse Meyer a uma audiência em Detroit…

Aos 60 aos de idade, Meyer é uma avó, dirige o ministério junto com o marido Dave e os quatro filhos, com as respectivas esposas. Todos da família, inclusive as noras, recebem salários do ministério.

Mas, a maneira pela qual Meyer gasta o dinheiro do ministério com ela e a família pode estar violando uma lei federal, dizem os peritos em leis sobre impostos e taxas. Essas leis condenam os líderes dos grupos religiosos e outros grupos beneficentes que usam o dinheiro arrecadado para benefício próprio, aproveitando a isenção de impostos.

No mês passado, Wal Watchers, um dos grupos observadores, entre os que monitoram as finanças dos grandes grupos cristãos, foi convidado pelo International Revenue Service (IRS) para investigar Meyer e mais seis pregadores da TV, a fim de verificar se o seu status de isentos de impostos deve ser revogado.

Meyer e o seu advogado afirmam que ela está cumprindo escrupulosamente as leis federais. Conforme a revista Christian Life, Meyer é a mulher mais popular da América. No ano passado, ela foi a preletora principal da Christian Coalition’s Road Victory, um ajuntamento  de alguns dos mais influentes líderes da política conservadora. Hoje em dia, os seus shows na TV, suas conferências regionais e arrecadação de fundos através do seu website, rendem em média U$8 milhões mensais. Desse total, o ministério afirma que despende cerca de 10%, ou uma média de US$880 mil mensais, com obras de caridade através do globo.

A estrela de Meyer tem brilhado tanto que até ela mesma fica admirada. “Dave e eu nos sentimos quase como: será que esses aí somos nós mesmos? Sentimo-nos como sendo as pessoas mais abençoadas e honradas da terra!”.

Cada nação, cada cidade

O ministério de Meyer se estende por todo o globo. De uma área de shows radiofônicos, em 1983, distante cinco minutos de St. Louis,  ele se expandiu por transmissão via satélite e pela Internet. Nos EUA, o show de TV “Life in the Word” chega ao ar a 43 estados, através de canais locais, desde Pembina, N.D., e Crowley, LA, até Boston, Detroit, Los Angeles e St. Louis.

Meyer se tornou o modelo da dona de casa nas áreas do Canadá, México, América do Sul, Europa, África, Austrália – uns 70 países ao todo, conforme está escrito na revista do seu ministério. Ela diz que o ministério recebe 15 mil cartas por mês,  somente da Índia. Em setembro, a tradução do seu programa na língua árabe já começou com seis transmissões diárias na rede de TV Life Channel, no Oriente Médio. Meyer espera usar a rede de TV para levar a mensagem do Cristianismo a 31 nações islâmicas.

“Vocês precisam colocar em mente que pessoa alguma jamais conseguiu fazer isso… quando uma mulher do Ocidente se apresenta em trajes ocidentais pregando o evangelho de Jesus na língua árabe pode ser bem interessante!”, disse Meyer. Ela e seu marido afirmam que o ministério tem o potencial para atingir 2,5 milhões de pessoas em cada dia da semana.

Apesar de tanto sucesso no ministério o casal afirma que ainda tem muito trabalho para fazer. “Cada vez que nos sentimos como se tivéssemos chegado ao ápice, Deus nos abre mais portas”, diz Meyer.

O recente slogan do casal, impresso em um poster colocado no quartel general do ministério e nas flâmulas de suas conferências, estabelece um objetivo ambicioso para o futuro: “cada nação, cada cidade”.

Seguidores fiéis e críticos ferozes

A pregação convincente e às vezes humilde de Meyer tem angariado uma legião de seguidores, principalmente mulheres, que nela vêem tanto uma ministra como uma amiga confiável. “Ela é tão prática… Ela faz com que tenhamos a impressão de que ela é nossa irmã, que se relaciona e nos compreende sem condenação e sem julgamento”, disse a motorista de ônibus, Eva McLemore, de 43 anos, em uma das conferências de Meyer em Atlanta. [N.T. – Aqui está o segredo do sucesso de todo pregador que prega somente o amor de Deus, sem jamais fazer qualquer advertência contra o pecado, ressaltando a necessidade de arrependimento].

O estilo de Meyer tem angariado a crítica dos que a consideram uma propagandista do carnaval do “fique-rico-depressa”, o qual tem como único foco: conseguir o máximo de dinheiro do maior número de pessoas no menor espaço de tempo.

Ole Anthony, líder da Trinity Foundation, uma instituição religiosa de observação, situada em Dallas, diz: “Ela pertence ao gênero típico dos tele-evangelistas que enriquecem à custa das pessoas pobres a quem supõem estar ministrando”.

Além de ser uma pregadora carismática, Meyer é autora de 50 livros sobre uma variedade de tópicos, desde livros de auto-ajuda, sobre dietas e casamento até os mais profundos temas filosóficos. Dois dos seus livros mais recentes – “Knowing God Intimately” (Conhecendo Deus Intimamente) e “How to Hear From God”  (Como Escutar Deus) – tratam da edificação de um relacionamento com Deus, embasado na fé. Ela também vende fitas de áudio e vídeo, em quantidade bastante para preencher várias páginas do catálogo do seu ministério. 

Meyer não se desculpa por oferecer os seus livros e fitas e nem por solicitar, incansavelmente, em seu website, nos shows da TV e em suas conferências, ajuda para o seu ministério, explicando: “Eles não me dão a TV de graça… O evangelho é grátis, mas os seus meios de divulgação custam caro!”

Uma inclinação pelas coisas bonitas

Meyer gosta de coisas bonitas e de gastar com as mesmas. Desde um relógio francês de US$11 mil, no quartel general em Fenton, até um barco Crownline de US$105 mil, ancorado em sua mansão de férias no Lago Ozarks. Está claro que o seu gosto tende mais a Perrier [água mineral parisiense de luxo] que para água da bica. “Você pode ser um rico homem de negócios aqui em St. Louis e todo mundo vai achar isso maravilhoso, mas quando você é um pregador, isso logo se transforma em problema… Mas a Bíblia diz: “Daí e dar-se-vos-á”, Meyer disse. 

O quartel general do ministério é uma jóia de três andares construída em tijolos vermelhos, com um esmeraldino gramado na parte externa, assemelhando-se a um luxuoso hotel resort. Construído há três anos, ao custo de US$20 milhões, o edifício e os jardins são um perfeito cartão postal, com canteiros de flores feitos à mão e belas alamedas para se alcançar uma cruz iluminada. A entrada para o complexo de escritórios é ladeada por bandeiras das nações já alcançadas pelo ministério. Uma grande escultura representando a Terra está no alto do edifício, com uma Bíblia aberta, perto do estacionamento. Do lato externo da entrada principal, vê-se a escultura de uma águia pousada no galho de uma árvore, próxima a uma queda d’água artificial. Uma mensagem em letras douradas saúda os empregados e os visitantes, na via de entrada: “Vejam o que o Senhor tem feito!”

Umas 510 pessoas trabalham ali. O escritório do ministério é igual a qualquer outro escritório comercial, onde os funcionários abrem a correspondência; os contadores contam o dinheiro; os editores empilham fitas de vídeo a serem enviadas para os clientes. O único sinal de igreja ali dentro é uma capela, a qual permite exclusivamente aos empregados o acesso à adoração. O edifício é decorado com pinturas e esculturas religiosas e móveis de alta qualidade. Muitos desses, diz Meyer, foram escolhidos por ela mesma.

Uma lista de acesso ao Condado de Jefferson oferece um lampejo de muitos desses itens: um par de vasos de Dresden (US$19 mil); seis vasos de cristal da França comprados por US$18.500; uma porcelana de Dresden pintada com a Natividade (US$8 mil); dois gabinetes originais (US$5.800); uma porcelana com a crucifixão (US$5.700); um par de vasos alemães comprados por US$5.200. [Somente aqui temos mais de US$60 mil em peças delicadas].

A decoração dos escritórios inclui uma mesa redonda em malacacheta, de US$30 mil; uma cômoda antiga com tampo de mármore de Carrara (US$23.000); uma estante de escritório de US$14.000; uma porcelana de Dresden mostrando a Via Sacra (US$7 mil); a escultura de uma águia sobre um pedestal (US$6.300), uma águia de prata comprada por US$5.000 e inúmeras pinturas adquiridas ao preço de US$1mil e US$4 mil cada uma.

No interior do escritório de Meyer, está uma mesa de conferência com 18 cadeiras, comprada por US$49.000. As obras de madeira em seu escritório e no do seu marido custaram US$44 mil. O registro total da propriedade pessoal do ministério apresenta uns US$5,700 milhões em móveis, obras de arte, porcelanas, cristais e um equipamento de última geração em maquinaria que enche os 158.000 metros quadrados do edifício. [N.T. – Neste complexo de tanta prosperidade caberiam nada menos de 3.160 apês iguais ao da tradutora, a qual, até o momento, só conseguiu prosperar na GRAÇA!].

Até este verão, o ministério também possuía uma frota de veículos no valor médio de US$440 mil. O assessor do Condado de Jefferson tem-se empenhado para que o complexo e o seu conteúdo entrem no rol dos impostos, mas até agora nada conseguiu.

Carros esporte e aviões de alto estilo

Meyer dirige um carro esporte conversível Lexus SC,  modelo 2002, avaliado em US$53 mil; seu filho Don, de 25 anos, dirige um Sedan Lexus 2001, do ministério, avaliado em US$46 mil. O marido de Meyer dirige um Sedan Mercedes Benz S 55 AMG e Meyer diz: “Meu marido gosta muito de carros”. Os Meyers mantêm, no Aeroporto de Chesterfield, um jato Canadair CL-600 Challeger, do ministério, o qual, segundo Meyer, vale US$10 milhões. O ministério emprega dois pilotos em tempo integral, para levarem os Meyers às conferências ao redor do mundo. Meyer chama esse avião de “o salva vidas” dela e da família: “Ele nos capacita em nossa idade a viajar literalmente pelo mundo inteiro, a fim de pregar o evangelho… e com muito maior segurança do que os vôos comerciais”. 

Canadair CL-600 ChallegerMercedesBenz_S55_AMG

Lexus SCLexus Sedan

A segurança é muito importante para Meyer, a qual declara que já recebeu ameaças de morte. Ela tem uma divisão do ministério dedicada à segurança. Seus oficiais usam pistolas; eles guardam o portão de entrada do quartel general, mantendo lá fora quaisquer pessoas que não sejam empregados ou visitantes convidados. O ministério comprou uma casa de US$145 mil, onde reside o chefe da segurança, sem pagar aluguel, a fim de que ele fique próximo ao quartel general do ministério.

O composto familiar

O ministério também comprou casas para os empregados principais. Desde 1999, o ministério tem gasto pelo menos US$4 milhões em cinco casas para Meyer e seus filhos, perto da Interstate 270 e da Gravois Road, no Condado de St. Louis, conforme registrado no Condado. A casa de Meyer, a maior das cinco residências, tem 10.000 metros quadrados em estilo Cape Cod, com um anexo para convidados e uma garagem com capacidade para oito veículos, a qual pode ser independentemente aquecida ou resfriada. A propriedade de três acres tem uma grande fonte e um lavabo alto, com vista panorâmica, uma piscina e uma casa anexa, onde o ministério construiu recentemente uma sauna de banho de US$10 mil.

O ministério assume as despesas do uso, manutenção e vista panorâmica das cinco casas. Ele também paga as reformas. Os Meyers autorizaram a principal obra de reforma à custa do ministério, logo depois que o ministério comprou 3 das cinco casas.

Por exemplo, o ministério comprou uma casa, nivelou o terreno e em seguida construiu uma nova casa no sítio, para a filha do casal Meyer – Sandra – e seu marido, conforme registros no Condado.

Até mesmo os impostos da propriedade – US$15,629 anuais – são pagos pelo ministério. Meyer diz que este é um “bom investimento” para o ministério e que ele mantém o custo da posse e manutenção porque a família é ocupada demais para cuidar dessas tarefas.

“É duro demais ocupar-se com alguma coisa quando se viaja tanto como nós viajamos” , diz Meyer. Ela disse que as leis federais permitem que os ministérios comprem habitações para os seus empregados, de modo que esse arranjo não viola qualquer proibição aos benefícios pessoais. Ela disse ainda que a decisão de manter a família reunida foi a maneira de construir uma barreira de proteção, a fim de assegurar a todos maior privacidade e segurança. “Colocamos boas pessoas ao nosso redor… Obviamente se eu tentasse esconder alguma coisa ou pensasse em fazer algo errado, não residiria na esquina da Gravois e na 270…”

Seguro Irrevogável

Meyer diz que espera o melhor de onde ela mora e, como é muito observada, o seu vestuário é talhado em alta escala na loja de roupas do West County. Em suas conferências, ela sempre usa jóias com muito brilho, inclusive um enorme anel de diamante que afirma ter recebido de presente de um dos seus seguidores. Ela tem um cabeleireiro particular e, há alguns anos, contou a alguns empregados que iria fazer um “lift” facial.  Nem tudo é pago pelo ministério.

No ano passado, os Meyers compraram um rancho por US$500 mil, em frente a um lago, em Porto Cima, no quarteirão de um clube particular de Ozarks. Algumas semanas depois, eles compraram dois jet-skis idênticos e um barco Crownline de US$105 mil, pintado de

Crownline

vermelho, branco e azul, o qual foi batizado de “Patriota”. No ano 2000, os Meyers também compraram para os seus pais uma casa de US$130 mil, a poucos minutos de onde residem. Os Meyers colocaram o carro Mercedes, a casa do lago e a residência dos pais num seguro irrevogável, um arranjo que os peritos dizem que ajuda a protegê-los de quaisquer problemas financeiros do ministério.

 

Meyer diz que não precisa defender-se do modo como gasta o dinheiro do ministério. Ela diz: “Nós ensinamos e cremos biblicamente que Deus deseja abençoar o povo que O serve; portanto, não há necessidade de nos desculparmos porque somos abençoados.”

O pessoal de confiança

Para a maioria das pessoas, Meyer pode gastar o dinheiro do ministério da maneira que lhe aprouver, pois o pessoal da diretoria é escolhido a dedo. Esse pessoal consiste de Meyer, seu marido e os 4 filhos – todos eles remunerados – além dos seis amigos mais íntimos do casal (Os oficiais do ministério disseram que a filha Laura Holtzmann pediu demissão, mas nos registros estaduais o nome dela ainda consta).

“Nossa família é de ajuda imensa para nós… Jamais poderíamos fazer tudo isso sem ter alguém em quem pudéssemos confiar”, diz Meyer.

Os membros do staff – Roxane e Paul Schermann – são amigos tão chegados que durante mais de uma década residiram na casa dos Meyers. O ministério empregou os dois como gerentes de alto nível e em 2001 comprou para eles uma casa de US$334 mil. Roxane e Paul Schermann já não trabalham no ministério, embora Schermann continue como gerente remunerado da divisão. Os Schermanns compraram a casa do ministério, pelo mesmo preço, em janeiro.

Delanie Trusty, a contadora do ministério, também serve como secretária da diretoria. A diretoria decide como deve ser gasto o dinheiro do ministério. Os salários de Meyer e de sua família são estabelecidos pelos membros da diretoria, que não são membros da família nem empregados do ministério. O advogado de Meyer diz que os arranjos concordam com os regulamentos do IRS.

“Nós certamente não gostaríamos de ter inimigos nem pessoas desconhecidas na diretoria, pois isso não faria sentido… Qualquer pessoa deseja ter uma diretoria a seu favor”, disse Meyer. Os salários de Meyer, do marido, dos filhos e respectivos cônjuges é um segredo que o ministério recusa-se a revelar.  “Não faço mais do que devo… E estamos definitivamente dentro dos regulamentos do IRS”, disse Meyer.

Os seguidores continuam leais

Os seguidores de Meyer parecem não se preocupar com o que ela gasta consigo mesma, do dinheiro do ministério. Em entrevistas com alguns desses seguidores, em sua conferência em Atlanta, em Agosto, todos disseram que Meyer os ajuda espiritualmente e, portanto, merece a sua riqueza.

William Parton, 32 anos, policial em Atlanta, disse que as pessoas não deveriam se preocupar  com o que Meyer faz com o dinheiro e disse:  “Eu acho que os Meyers estão fazendo o que Deus os chamou para ser feito; eles têm os seus seguidores e as pessoas gostam de ouvi-los, mesmo que seja apenas para efeito de entretenimento, exatamente como fazem com os atletas do esporte, e eles merecem viver conforme os seus meios lhes permitam viver”.

Michael Scott Horton, professor de teologia no Westminster Theological Seminary, em Escondido, CA, disse que atitudes como a de Parton são exatamente as de que tele-evangelistas como os Meyers se aproveitam: “Essa pobre gente do povo deseja acreditar que possui esse tipo de fé… a ponto de arriscar tudo para comprová-la, conforme o ensino de um suposto homem de Deus que está diante dela”.

Nenhum dos seus críticos parece perturbar Meyer. Ela garante que o seu sucesso material é um reflexo do seu compromisso com Deus. Conforme ela mesma coloca, “a Bíblia inteira realmente tem uma só mensagem: ‘obedeçam-me, fazendo o que eu ordenar, e então serão abençoados’.” [N..T., Só esta mensagem? E onde ficam as mensagens da cruz, do arrependimento, e do amor ao próximo? Paulo diz em Gálatas 5:14: “Porque toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo”. Será que um evangelista que prega o espúrio evangelho da fé/prosperidade ama realmente o próximo… OU simplesmente a sua conta bancária?]

Artigo “From Fenton to fortune in the name of God

(“Joyce Meyer says God has made her rich”), Carolyn Tuft e Bill Smith

Traduzido por Mary Schultze em http://www.cpr.org.br/joyce.htm

Leia tanbém http://pt.wikilingue.com/es/Joyce_Meyer

  1. Anônimo
    17/06/2015 às 15:03

    só vi criticas, insatisfações e nada de Biblia..

  2. leandro
    30/12/2012 às 09:57

    Deixe as pessoas que foram chamados por Deus fazer o seu trabalho , ao invés de criticar. O apostolo Paulo nos ensina que todo trabalhador é digno do seu salário. Deixe que Deus julgue , pois Ele sabe julgar , e nós não. Vamos aprender a orar uns pelos outros ao invés de atrapalhar .

  3. leandro Isac
    30/12/2012 às 02:06

    eu só acho que vcs estao preoculpando demais com ela. ao invez disso deveriam parar de julgar e começar a fazer o que ela faz que é ensinar o evangelho. Ou vcs esqueceram que na mesma medida que julgares seras julgado ?

  4. henrique
    08/04/2012 às 17:48

    ela e verdadeiramente uma serva de DEUS e acredito muito que se eu e vc nos colocarmos como servos fieis a DEUS tambem teremos da mesma forma que ela riquesas e digo mas ate mesmo poderemos ser mas bem sucedido que ela pos nosso DEUS nos ama ele e muito rico e pode nos da o que pedimos isso se acreditar que ele e capaz

  5. angelica
    29/02/2012 às 08:26

    A palavra de Deus diz que cada um dará conta de si e que a salvação e algo único e individual ,tem pessoas que acham que servos de Deus devem ser pobres e miseráveis e andar a pé nós servimos a um Deus vivo e ele e o dono do ouro e da prata .quem não tiver pecados atire a primeira pedra disse Jesus .só se pode falar daquilo que já provou e conhece e com toda certeza ainda não provaram das maravilhoras mãos do Deus que nós abençoa tanto eu era pobre e miseravel fui curada e liberta doas drogas sou mais que vencedora e numca mendiguei o pão pois sou filha do rei.

  6. Anônimo
    23/01/2012 às 17:16

    afff quando leio essas coisas,cresce uma ira no meu coraçao pois vejo um bando de fariseus se preoculpando com a vida dos outros,vai cuidar da sua vida e fazer alguma coisa pra JESUS,alias poste alguma coisa que vai edificar,sarar,transformar vidas…Quando julgamos dizemos que nao temos defeito tire o POSTE que esta no teu olho antes de tirar a trave do olho do teu irmao!!!

  7. ESTHER DE JESUS
    09/01/2012 às 11:48

    8.17 “Eu amo aquele que me ama; e quem me procura acha.
    8.18 Tenho riquezas e honras, prosperidade e justiça.
    8.19 O que eu ofereço vale mais do que o ouro fino e é melhor do que a prata mais pura.
    8.20 Eu ando no caminho da honestidade e sigo os passos da justiça,
    8.21 dando riqueza aos que me amam e enchendo as suas casas de tesouros.Provérbios

  8. ESTHER DE JESUS
    09/01/2012 às 11:32

    A DEUS CABE O JUGAMENTO.QUEM NAO TIVER PEGADO ATIRE A PRIMEIRA PEDRA.O TRABALHO DE JOYCE TEM ALCANCADO MUITAS PESSOAS PARA CRISTO. O TEMPO QUE VC TEVE PARA FAZER ACUSACOES E JUGAMENTOS,PORQUE VC NAO ESCREVE SOBRE O EVANGELIO DE CRISTO,E DEIXE A VIDA DA PASTORA POIS SE ELA ESTIVER ERRADA CABE A DEUS JUGA-LA.

  9. 11/07/2011 às 01:24

    OU VOCÊS ACHAM QUE OS VERDADEIROS CRISTÃOS AGRADARÃO A TODOS?
    SATANÁS NÃO QUER QUE O CRISTÃO SAIBA O QUE ELE É EM CRISTO E É POR ISTO QUE EXISTE MUITOS CRISTÃOS DERROTADOS.
    QUEM CONHECE A BÍBLIA SABE QUE OS “RELIGIOSOS” ANDAVAM COLADOS EM CRISTO PARA TENTAR O APANHAR EM QUALQUER DESLIZE. ISTO CONTINUA NOS DIAS DE HOJE COM OS FILHOS DE DEUS.
    “OS CÃES LADRAM, MAS A CARAVANA PASSA”

    VÁ EM FRENTE JOYCE E DEUS TE ABENÇOE

  10. 11/07/2011 às 01:11

    TODOS OS QUE QUEREM SEGUIR PIAMENTE A CRISTO, SERÃO PERSEGUIDOS!

  11. 05/07/2011 às 00:46

    Concordo com a Pollyana.
    Deixem isso nas mãos do Senhor!

  12. 05/07/2011 às 00:45

    Concordo com a Pollyana, analise mal feita pelo autor (Sorry =-( ) Não devemos ter medo, pois a verdade sempre se revelará. Se a Joyce está roubando, então a justiça vai poder provar isso. Deus vai fazer a parte dele, não adianta ficar jogando xurumelas de lá pra cá, deixem por conta do Senhor;

  13. João Hesed
    27/04/2011 às 09:44

    Quando leio algo assim, peço a Deus pra dar mais dinheiro ainda pra eles! Oh Deus faz deles bilionários, dá a eles o dinheiro que ninguem no mundo tem. Muda a casa deles pra mansões ainda maiores, prospera-os, faze-os ainda maiores, dá canais de tv pra eles, faz com que o prédio do Ministério seja decorado a ouro!

    ****Eu fico pensando se esses invejosos fossem pro céu o que fariam quando vissem a grande coroa que será colocada sobre os homens e mulheres de Deus que ganharam muitas almas, de fato eles não poderão ir, pois se aqui na terra onde as riquezas vão e vem e decerto passarão, já estão assim, como então não ficaríam no céu?
    Que todo aquele que quiser pregar tenha as mesmas riquezas de salomão e uma sabedoria pra arrebatar cada vez mais maiores multidões.

  14. «73n £1Øn»
    25/04/2011 às 08:22

    Onde está Wally? Onde ele estará com a cabeça quando diz baboseiras como essas? até quando ele vai estar enganado com esse EUvangelho?

  15. Wally
    25/04/2011 às 00:35

    As pessoas mediocres preferem que os evangelicos sejam ou parecam pobres, sofridos, miseraveis… de quem possam ter pena e zombar. Quando o outro lado se mostra, dos que sao bem-sucedidos e prosperos, a inveja se mostra… Que grande perda de tempo querer denegrir a imagem de uma pessoa que esta muito acima de todas estas criticas e comentarios!

  16. «73n £1Øn»
    21/04/2011 às 22:38

    Que Teologia é essa? Parece coisa do Renê Terra Nova… 2

  17. «73n £1Øn»
    21/04/2011 às 22:38

    Que Teologia é essa? Parece coisa do Renê Terra Nova…

  18. Rosa Carvalho Noqueira
    20/04/2011 às 14:46

    Creio no poder de Deus na vida de Joyce.Ele honra os que lhe honram.

  19. Rosa Carvalho Noqueira
    20/04/2011 às 14:41

    Creio no poder de Deus na vida de Joyce.Pois na sua palavra Deus diz que honra os que lhe honram.

  20. Anônimo
    18/04/2011 às 16:15

    quer saber ñ vale a pena invejar.

  21. Anônimo
    18/04/2011 às 16:12

    inveja…

  22. João Pedro Oliveira
    14/04/2011 às 14:54

    Me diga quantas pessoas vcs já levaram pra Jesus?
    E a Senhora JOYCE MEYER já conduz milhares de pessoas a SALVAÇÃO…. PENSE NISSO!
    Pelo frutos somos conhecidos!

    FIca a DICA!
    “Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos vorazes. Pelos seus frutos os conhecereis. Porventura os homens colhem uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? Assim, toda árvore boa dá bons frutos, e a má árvore dá maus frutos. Não pode a árvore boa dar maus frutos, nem a árvore má dar bons frutos. Toda árvore que não dá bom fruto será cortada e metida no fogo. Assim, pois, pelos frutos deles os conhecereis.” (Mateus, 7:15-20)

  23. Ivone Chagas
    21/03/2011 às 08:21

    Sempre digo e creio q o engano é incomparavelmte + maléfico q a mentira escrachada, pq enqto esta tem apenas o claro oposto à verdade, o engano tem partes da verdade em meio à mentira. Satanás, o pai da mentira é chamado de enganador, q mistura suas oposições a conselhos de Deus; daí surge o espiritismo com seu maravilhoso ensino de PRÁTICA de boas obras – as quais serão cobradas por Jesus. Vejo q enqto a Igreja se omite em praticá-las – para as quais foi salvo para fazê-las, embora ñ salvo por elas – os espíritas se esmeram no fazer. Mas, o Diabo mistura a este fazer a mentira de q por elas eles serão salvos. Mas, são muitos os q creem numa doutrina q os faz + sensíveis aos sofrimtos dos outros. De igual modo mtos de nós evangélicos ministramos profundos ensinos de JC, embora estes estejam mesclados (pra ñ dizer contaminados) com o q o Mestre ja+ ensinou. Sou, sim, abençoada por mtas ministrações da referida pregadora, mas nesta geração parece q At 2 e 4, q nos mostram o modo de viver de um cristão qto às finanças, qto aos seus bens, são textos bíblicos q ñ nos têm interessado, nem ensinados, até por q qem ousar ensiná-los certamte deverá dar o exemplo do q está ensinando. De mesmo modo, qdo Paulo diz: para q qem colheu mto ñ tenha sobra, e o q pouco colheu ñ tenha falta,tb faz parte dos textos q esta geração ñ prega – mexe no nosso confortavel senso de justiça própria: eu trabalhei, eu ganhei; é justo q eu usufrua. Deste mal eu tb padeço, e por isso tenho posto minhas barbas de molho, digo: olho por mim mesma, para ñ ser encontrada nesta posição cauterizada. Uma coisa faço: Clamo pelo colírio do Sr. para Sua noiva, para q veja, e entenda, e busque o coração de Alguém q só fez abrir Mão dos Seus bens, e direitos, e vida.

  24. «73n £1Øn»
    19/01/2011 às 11:31

    a mesma resposta publicada, mas acresço que voce sendo maior, vacinada e esclarecida como tenta transparecer, torna voce ainda mais responsável.

    Pr. Neilton, Ten Lion

  25. «73n £1Øn»
    19/01/2011 às 11:30

    Malu,

    Devido ao teor de seu comentário, resolvi te responder em particular, mas ciente fique que esta resposta estará disponível no paraessesdias também.
    Fica notável a sua falta de conhecimento da matéria quando da defesa de Joyce Meyer, defesa essa que beira as raias do histerismo, pois alegando que os ganhos auferidos por ela são dela “ninguém tem nada com isso” devo responder-lhe que temos sim muito a ver com isso, afinal somos pregadores, apologetas e zelamos pela obra do Senhor, e não dos homens. Joyce Meyer está sendo investigada pela Receita Federal nos EUA por sonegação de impostos, lavagem de dinheiro e outros crimes financeiros, note bene, eu disse CRIMES. Vocês, evangélicos, têm a idéia de que pecado grave é somente adultério, enquanto seus líderes enriquecem ilicitamente a olhos vistos; falo vocês, porque não me considero rotulado, sou cristão, seguidor de Jesus, presidente de uma denominação, que agora não vem ao caso, e prego a Palavra para um público que tem sede de aprender Bíblia e não lendas e estórias (I Timóteo 4:1-2 e II Timóteo 4:1-5).

    Você É responsável pelo destino de seu dinheiro sim, ou seria uma acéfala que não se importa onde vão seus recursos, auferidos com se suor, e deixa eles serem usados ilicitamente para financiar pessoas que cometem crimes contra o erário, outros pagam pistoleiros (veja casos na imprensa), pagamento de prostitutas (veja imprensa), festas particulares regadas a muita bebida, pagamento de viagens, cruzeiros, e estudo para seus filhos em faculdades particulares.

    Você É responsável pelo destino de sua contribuição, sim, pois ela é entregue não a Deus, mas a um instituição juridicamente constituída, que tem responsabilidades perante a lei e tem a sua fiscalização pelo Ministério Público Estadual.

    Não use de argumentos como “ninguém tem nada com isso!” quando tratar de um assunto sério como esse, esse argumento soa como falta de inteligência e incapacidade de argumentação.

    Por favor, não se ofenda com essa resposta, pois ela vai imbuída de zelo e votos que seus olhos sejam abertos.

    Com amor,

    Pr. Neilton.

  26. Malu de Azevedo
    18/01/2011 às 23:45

    É impressionante! o povo não pode ver crente rico que já mete o pau dizendo que é roubo,aproveitamento e etc… gente cada um dá seu dinheiro onde quiser,ninguém está me obrigando a nada, eu sou livre pra fazer com o meu dinheiro o que eu quizer. Eu escolho o que fazer com o meu dinheiro.Não sou nenhuma idiota que me deixo levar.Tem pessoas que preferem gastar seu dinheiro com bebidas,drogas,prostituição,jogos de azar e etc… e eu não tenho nada com isso cada um gasta seu dinheiro como quizer.Eu prefiro dar o meu para o povo de DEUS e ponto.Sou maior de idade, vacinada dona do meu próprio nariz não venham querer me dizer onde devo ou não gastar meu dinheiro.Joyce meyer tomara que sua fortuna dobre ainda mais pra honra e glória do Senhor Jesus!!!!!!

  27. Malu de Azevedo
    18/01/2011 às 23:35

    satanás não está feliz com o ministério da Joyce, por isso tem usado a boca de um monte de pessoas que nem sabe o que estão falando, mas, não me importo se ela está rica, milionária ou trilhardária e se ela está “roubando” pessoas através da boa fé das mesmas,se ela tiver fazendo alguma coisa errada ela prestará contas a Deus.Eu prefiro que toda essa fortuna seja dela do que da xuxa que não exalta o nome do Senhor Jesus.E se eu der o meu dinheiro a ela ou a qualquer outro ministério, ninguém tem nada a ver com isso, o dinheiro é meu e dou pra quem eu quiser.Vou comprar e doar o Meu dinheiro que eu trablhei honestamente pra quem eu quizer. Prefiro dar o meu dinheiro pra Joyce do que para traficantes, donos de cassinos,donos de fábrica de bebidas,donos de prostíbulos,donos de boites e etc… e tenho o dito, cuidem de suas vidas.

  28. «73n £1Øn»
    31/12/2010 às 01:39

    AH!!! Pelamordedeus!!! TRabalho de aproveitamento de incautos e acéfalos como tu, que cai em qualquer bobagem travestida de evangelho!! Xurumelas a parte, seja racional!!

  29. sonia cristina
    30/12/2010 às 16:12

    É bom ressaltarmos que tudo o que a Joyce tem não foi produto de roubo e sim de um trabalho honesto. E mais…ninguém é obrigado a comprar seus produtos ou colaborar com seu ministério. Muitos dos parceiros que financiam o ministério, ela nem conhece. São pessoas que de certa forma foram abençoadas pelas mensagens que ela prega e desejam retribuir de alguma maneira. É bom lembrarmos das mansões que todos os pobres financiam para parlamentares no Governo. Presta atenção no salário de cada um deles! Os cantores seculares também possuem grandes mansões com a venda dos seus cds. E o povo delira quando os ouve.Mas…como a Joyce é cristã/evangélica…

  30. gelyy
    25/10/2010 às 20:56

    Weihnachten Koln :
    That’s an amazing post. Thanks a lot

    K LOUKURA!!! A MATÉRIA FALA DE EXTORSÃO, APROVEITAR-SE DA FÉ, DA GANÂNÇA, DA FALTA DE VERGONHA NA KARA, ESQUEÇAM AS TEOLOGIAS, É UMA FILHA DE SATÃ , NAS COSTAS DOS TROUXAS E EU AKI PEDINDO O PÃO DE CADA DIA, SERÁ K NAUM SOU DE DEUS? HEHEHEHEHE

  31. «73n £1Øn»
    05/10/2010 às 22:48

    Eu sou pastor e ainda pecador. E voce?
    (I Timóteo 1:15) – Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.

  32. Pollyana Almeida Sousa
    04/10/2010 às 15:51

    Infelizmente, preciso discordar de muitas coisas, mas principalmente do que esse leigo disse acerca de sermos ou não pecadores. A Joyce está certa ao dizer que não somos mais pecadores, porque realmente não somos… Fomos feitos justiça de Deus… No entanto, ela não disse que deixamos de pecar… Mas a nossa natureza agora é de Cristo, então não somos pecadores. Essa é nossa condição de justiça de deus… O pecado é um acidente…

  33. 19/06/2010 às 18:39

    That’s an amazing post. Thanks a lot

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s