Arquivo

Archive for the ‘sinais dos tempos’ Category

Niilismo Eclesiástico Uma Análise do Movimento dos Desigrejados

Missão Reluz

No ano de 2010 o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgou os dados censitários de uma ampla análise desenvolvida pelo POF (Pesquisa de Orçamentos Familiares), onde, entre outros temas, avaliou a performance da religiosidade do brasileiro. Na pesquisa foi apontada que, em termos de identidade religiosa, o grupo que mais cresceu foi dos que se declararam “sem religião”. Algo surpreendente no Brasil, que sempre se orgulhou de ser o “o maior país católico do mundo”. Além disso, outro dado divulgado e que muito chamou a atenção, foi a identificação de um ator social até bem pouco tempo inexistente no extrato religioso em nosso território: o evangélico nominal, isto é, sem vínculo eclesiástico, ou, como ficou conhecido, desigrejado. De acordo com o IBGE, já são mais de quatro milhões de evangélicos em tal situação. São cristãos protestantes, identificados com as doutrinas fundamentais de fé cristã (creem, portanto, no nascimento virginal…

Ver o post original 5.404 mais palavras

Categorias:sinais dos tempos

Viver o evangelho é extremamente arriscado

Fonte: Viver o evangelho é extremamente arriscado

Categorias:sinais dos tempos

A igreja exploradora!

Fonte: A igreja exploradora!

Categorias:sinais dos tempos

Os perigos do movimento “Eu Escolhi Esperar”

Fonte: Os perigos do movimento “Eu Escolhi Esperar”

Categorias:sinais dos tempos

7 loucuras do Lucinho

Fonte: 7 loucuras do Lucinho

Categorias:sinais dos tempos

Arrogância teológica: por que não convidamos Max Lucado para uma conferência teológica?

apenas

arrogancia 1Ando pensando muito sobre nossa arrogância teológica. Se você não está familiarizado com essa expressão, permita-me tentar defini-la. “Arrogância teológica” é aquele sentimento que se manifesta em nós quando nos consideramos os donos da verdade em relação a nossas crenças espirituais e doutrinárias e, por isso, nos colocamos em uma posição de suposta superioridade em relação aos reles e pobre mortais que discordam da nossa forma de ver a fé. Esse problema sempre existiu, mas, com o surgimento das redes sociais, o fenômeno tem se manifestado de forma nunca antes vista e ganhado uma enorme visibilidade. O que, diga-se de passagem, é uma lástima.

Tenho visto a arrogância teológica crescer e se multiplicar. Na Internet, atualmente uma das formas mais frequentes que a vejo é na guerra (e uso o termo “guerra” conscientemente) que tem se travado entre calvinistas e arminianos, isto é, a grosso modo, entre quem crê na…

Ver o post original 1.263 mais palavras

Categorias:sinais dos tempos

Com carinho, de Satanás

Querido Duvivier,

Obrigado por reduzir os ensinamentos de Jesus a uma mera ideologia humana, afinal, ninguém mandou Ele se tornar homem e viver  aí nessa terra poeirenta e amaldiçoada.

O ladrão incrédulo te manda um abraço, afinal, você o incluiu junto com o outro que foi salvo (sic), e ele está aproveitando a estadia aqui há dois mil anos e não tem perspectivas de sair, a sauna está sendo ótima para ele, tem longas conversas com os que você citou, Bakunin, Lenin, Marx, aliás este, amigo meu de longa data, junto com Ceaucescu e Hitler.

Dudu, me permite a intimidade, pois partilhamos da mesma ideologia, não fica espalhando o lance dos ricos não, pois não é bem assim, e o povo pode ficar curioso para ler a história que o Ancião de Dias escreveu, não fica bem. Tome cuidado a falar de Lucas, porque ele não conheceu o Cristo pessoalmente, escreveu o evangelho segundo a narrativa de Pedro, não gosto que meus cooperadores demonstrem  ignorância, pega leve com o que você não sabe, entre pela porta dos fundos, mesmo, não entre pela sala, aí me envergonha.

Continue batendo no espantalho do Silas, esta figura cômica que não representa os cristãos, até que os evangélicos pode ser, mas cristãos!! E, não foram,  cristãos que queimaram bruxas, os cristãos também foram mortos por estas mesmas pessoas, se informe, pelamorde.. epa, quase falei. Eu mesmo fiz questão de oprimi-los, eram os huguenotes, os quacres, os anabatistas, que matava afogados,  os valdenses, moravianos, esses fiz questão de queimar nas fogueiras, até aparecer os hereges Lutero, Buniam, Zwinglio, Calvino e outros que acabaram, com minha festa.

Não se exponha ao ridículo, senão qualquer presbiterianozinho gelado te põe no bolso.

Teça argumentos mais sólidos para enquadrar o barbudo no meu socialismo, que graças a (epa, de novo) matou cristãos e mata até hoje, um pouco menos, mas mata. Tenho feito o Estado Islâmico que tem dado bons resultados, porque você não faz umas piadinhas com Maomé, acho ele tão mal humorado depois que não amis teve sua esposacriança… mas também isso não se pode falar.

Não fica falando que você é de esquerda, pode espantar seus amigos, ainda mais os que enforcam e fuzilam os gays, como o Che, que está aqui do meu lado e não para de repetir “‘fuzilamos e continuaremos fuzilamos”, e quando você vier para acá, traga um pouco de Sertralina para melhorar a mente dele.

No mais, Ele não andava descalço, tinha sandálias nos pés, como o primo dele disse, como era mesmo o nome dele? João alguma coisa.

Ah, ele está no Velho Testamento, sim, com Gideão, Moisés, em parousias e teofanias, mas isso já é matéria avançada, deixa pra lá.

Com amor,

Sete Pele, Cramulhão, Satanás.

Categorias:sinais dos tempos