Archive

Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Entrevista com Russel Shed

Russel Shedd fala sobre modismos
“Doutor Bíblia”

Shedd

Virgínia Rodrigues

Ele foi, oficialmente, o primeiro colunista da Enfoque. Em 2001, tive o prazer de lhe fazer o convite pessoalmente em sua própria casa, em São Paulo, onde me recebeu com carinho e toda a humildade, que lhe é constante. Enfoque nem existia no papel, mas ele acreditou no projeto, deu-me a sua confiança e foi um dos primeiros pilares de nossa revista.

Leia mais…

Categorias:Uncategorized

Ecumenismo para ecumênicos

Rev. Alexandre Pereira

Ecumenismo Para Ecumênicos

Já faz tempo que não escrevo nada. Bom, diriam alguns. Na verdade, a verdade é meio complicada nos dias atuais. E foi pensando nisso que decidi escrever sobre ecumenismo quando, estarrecido, assisti na TV um Padre e um Pastor juntos "abençoando" o Carnaval de Salvador. O Padre sempre é convidado, mas este ano decidiram chamar o Pastor também para que "em nome de Jesus" todos fossem abençoados e não houvesse ninguém, "evangélico ou católico", que se sentisse sem a "bênção".

Leia mais…

Categorias:Uncategorized

Igreja Local – Que movimento é este ?

Igreja Local – Que movimento é este ?

Autor :
Pr. Natanael Rinaldi

Quando se pergunta a um membro da Igreja local qual o nome da sua “denominação”, a resposta que se obtém é a de que a Igreja Local não é uma denominação. E tão ofensivo indagar o nome da Igreja Local como se esse fosse o da sua denominação, que chegam a afirmar: “As igrejas locais não têm nome. O único nome que ostentamos e honra¬mos é o nome do Senhor Jesus. (…) O termo ‘igreja local’ não é um nome. (…) Imprimir as palavras ‘igreja local’ com letras maiúsculas é um erro sério, pois isto dá a impressão de que o nome é ‘igreja local’ ”.

Leia mais…

Categorias:Uncategorized Tags:, ,

Advertências sobre o Jejum

O JEJUM BÍBLICO


Jejuar não salva.

“9  E disse também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros: 10 Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano. 11 O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: O Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano. 12 Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo. 13 O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: O Deus, tem misericórdia de mim, pecador! 14 Digo-vos que este [publicano] desceu justificado para sua casa, e não aquele [fariseu]; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado.” (Lc 18:9-14 ACF)

Nesta parábola, o Senhor Jesus Cristo ensina que a salvação não pode ser alcançada por obras religiosas e boas intenções. O auto-elogiado fariseu deixou o templo numa condição não salva diante de Deus. O publicano arrependido foi salvo por se humilhar e buscar a misericórdia de Deus. Cristo não está trazendo luz aqui sobre a importância de jejuar, mais do que Ele traz luz sobre a importância de dizimar. Mas nem jejuar, nem dizimar, nem outro dever religioso podem justificar um homem diante de um Deus santo.

Leia mais…

Categorias:Uncategorized