Arquivo

Posts Tagged ‘prosperidade’

E Se JESUS Fosse Neopentecostal?

 

Se Jesus fosse neopentecostal, não venceria satanás pela palavra, mas teria o repreendido, o amarrado, mandado ajoelhar, dito que é derrotado, feito uma sessão de descarrego durante 7 terças-feiras, aí sim ele sairia. (Mt 4:1-11)

Se Jesus fosse neopentecostal, não teria feito simplesmente o “sermão da montanha”, mas teria realizado o Grande Congresso Galileu de Avivamento Fogo no Monte, cuja entrada seria apenas 250 Dracmas divididas em 4 vezes sem juros. (Mt 5:1-11)

Leia mais…

Anúncios

Jogo Bruto

Ricardo Gondim

Não sei se por ingenuidade ou imaturidade não me acostumei com jogo bruto. Para mim, jogo bruto é a constatação de que fui lançado na arena da maldade sistêmica, onde noto a hierarquização de interesses. Não sonho em deixar que neste jogo bruto alguém soque o meu pescoço com bota com sola de aço. Ando fatigado, sei que raposas, hienas e abutres andam doidos para abocanhar os incautos derrotados pelos grandes gladiadores.

Refiro-me aos interesses políticos. São muitos os que enxergam os mortais como massa que reboca as paredes onde abrigam sonhos onipotentes. Não aguento mais ouvir promessa de campanha eleitoral. Não suporto picuinhas ditas e repetidas para encobrir projetos pessoais. Não vejo verdade no jogo bruto da política e isso me desalenta a alma.

Mas o desalento não fica só com os políticos. Sou cria do mundo religioso. E estou des-iludido com lógicas infantis. Brechas separam discurso e prática e isso é muito ruim. Por enquanto a minha des-ilusão tem me feito bem – porque me faz cair na real – mas tenho medo de que ela descambe para o cinismo.

Leia mais…

Zaqueu, o publicano, dá testemunho na Universal e acaba desencapetado na Sessão do Descarrego

Pr. Luiz Correia

Imagine, por um instante, que Zaqueu, sim aquele publicano que morava em Jericó, homem rico e de baixa estatura se convertesse na igreja do senhor Edir Macedo, ou coisa semelhante. E então os seus líderes sabedores de sua conversão e diante do fato de que ele era uma pessoa importante, a bíblia o chama de maioral dos publicanos, aproveitasse a situação a fim de fazer propaganda de sua organização com o fim de persuadir outros a se agregarem a ela. Suponha ainda que Zaqueu fosse convidado num programa ao vivo, e uma multidão tanto na igreja como pela TV estivesse assistindo. A reunião é chamada de Congresso dos Empresários, onde se alardeia que determinada pessoa depois que foi ao congresso e que participou das correntes dos 70 ou dos 318 obteve seu triunfo financeiro, chegou lá, comprou casas e carros, tem uma gorda conta bancária, e está cada vez mais expandindo os negócios, ganhando muito dinheiro. Então o pastor pega o microfone e convida irmão Zaqueu para testemunhar.

Leia mais…

Terra Nova agora é Papa! O maluco surtou de vez e tá tomando rivotril de balde!

 

Na noite em que se comemorava o 49o. aniversário do apóstolo Renê Terra Nova, 19 de junho, durante a programação do 13o. Congresso Internacional da Visão Celular, no MIR, em Manaus, líderes do Brasil e das nações reconheceram publicamente diante da igreja, o papel de patriarca o qual o apóstolo Renê tem exercido no Brasil e nas nações por onde tem passado.

Leia mais…

Rompendo com a Teologia da Prosperidade – Zé Bruno

Nota de Ten Lion: Mais um que teve seus olhos abertos pela verdade do Evangelho. Há uns anos atrás achava eu que estava enlouquecendo, quando comecei questionar a estrutura da Igreja como ela é hoje. Alguns me chamaram eu e minha esposa de loucos, quando externamos nossas idéias "subversivas". Nos desligamos de uma Igreja que tem ênfase na Teologia da Prosperidade, que os seus templos funcionam como franquias. Zé Bruno se desliga da Renascer e nesta mensagem sintetiza muita coisa, lança recados para alguns e certezas para outros.

Hoje estamos a frente de uma Igreja aqui em BH com outros que pensam como nós, dando ênfase à GRAÇA DE DEUS.

splice 1 300x200 Rompendo com a Teologia da Prosperidade

Enquanto muitos intocáveis da prosperidade estão de cabelos em pé com os combatentes Blogueiros Apologéticos da Última Hora, José Bruno – ex bispo primaz da Igreja Renascer, ex braço direito de Estevam Hernandes – fundador há alguns meses da Casa da Rocha, desde então vem fazendo pregações bem destoantes do antigo lar.

No último domingo , ao encerrar uma série de estudos sobre as setes igrejas do Apocalipse, Laodicéia – a igreja morna, rica e corrompida – foi a carapuça que serviu com perfeição para Zé Bruno esculhambar – sem acusações específicas – a histérica, repulsiva e nefasta teologia da prosperidade que tem assolado a igreja evangélica brasileira.

Leia mais…

Uma nova reforma

Uma nova reforma é o título de um livro de J. A . T. Robinson, edição da Moraes Editora, de Lisboa. Lançado em 1965 (inglês), o livro veio na esteira dos debates da teologia da morte de Deus. Bafejada pelo existencialismo, esta corrente propunha a secularização do cristianismo. A nova reforma de que falo não é esta, a dessacralização do evangelho. É uma volta às origens, principalmente hermenêuticas, da Reforma. Um dos nossos maiores problemas, hoje, está na área de hermenêutica: como interpretar a Bíblia, a fé e a denominação.
Segundo Mondin (Antropologia teológica, Paulinas, 1979), há dois princípios na formação de uma corrente teológica, o arquitetônico e o hermenêutico. O arquitetônico é o conteúdo da revelação. A teologia deriva da revelação bíblica. Se não fosse assim, não teríamos uma corrente teológica, mas filosófica. Mondin cita o sistema de pensamento de Hegel. Os mistérios do cristianismo estão presentes nele, mas como foram dessacralizados, despidos de seu conteúdo sobrenatural, é um sistema filosófico e não teológico.
O princípio hermenêutico é o instrumento pelo qual se interpreta a revelação. Geralmente é de conteúdo filosófico. É que a teologia é a interpretação da revelação pela razão. Os dois princípios são necessários e se entendem bem à luz da palavra de Bruner, segundo a qual, para se entender a Palavra de Deus é necessário um ponto de encontro entre ela e a mente humana. A Palavra é o princípio arquitetônico. A mente humana é o princípio hermenêutico.

Leia mais…

Um outro olhar: Marcha pra Jesus? Pra Jesus mesmo?

 

Nota: Se após voce ler esta matéria, se identificar com o movimento deixe seu comentário aqui, e se voce mora em BH e quer participar deste protesto em BELO HORIZONTE na próxima Marcha, VAMOS NOS ORGANIZAR!! – Ten Lion

Responda isso para Deus:
-Você participaria da marcha se invés de pular axé atrás de trio elétrico a proposta fosse sair pelas ruas, favelas, hospitais e presídios falando de Jesus?Abrindo a Bíblia e pregando o evangelho,entregando panfletos de casa em casa? Orando com (e não epenas pelas) almas perdidas? Esta não seria a verdadeira marcha para Jesus?

Segundo pesquisei, a marcha pra Jesus nasceu em 1987 na cidade de Londres, na Inglaterra, e foi fundada pelo pastor Roger Forster, pelo cantor e compositor Graham Kendrick, Gerald Coates e Lynn Green, portanto não é invenção brasileira.

Leia mais…